Desde 2014, mais de 41000 artigos.
,/2019

Terceirizados da Saúde decidem sobre greve após atraso

Cidade
11 de novembro de 2019

Mais de 400 trabalhadores que atuam na Estratégia Saúde da Família (ESF) e outros convênios entre Prefeitura e Maternidade Gota de Leite têm uma assembleia marcada para esta segunda-feira (11) para decidir sobre a possibilidade de greve. O motivo é o atraso nos pagamentos.

Os repasses da administração municipal para a entidade atrasaram e faltaram recursos em caixa para a folha de pagamento. A regularização, porém, teria acabado de ser concluída, no mesmo dia da reunião, algumas horas antes dela ser iniciadas.

Os servidores estavam com agenda para se reunir com o representante do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sinsaúde), no final da tarde,  17h30, na sede da entidade, localizada na rua Amazonas número 80, na região central de Marília.

Além da ESF a Prefeitura mantém contrato com a Gota de Leite para funcionamento do Pronto Atendimento (PA) da zona Sul,  do serviços de atendimento à obesidade infantil (Caoim) e  da Saúde do Trabalhador (Cerest). Todos os trabalhadores desses locais também ficaram com salários atrasados.

A situação dos atrasos não é exatamente uma novidade. Ao contrário, existe um longo histórico envolvendo o problema, desde a gestão passada. Nos últimos meses, porém, o problema não vinha acontecendo com tanta frequência. E quando ocorria, o atraso era de poucos dias.

Em entrevista ao Marília Notícia o presidente do Sinsaúde, Aristeu Carriel, afirmou que a única saída para os trabalhadores – que deveriam ter recebido até o quinto dia útil – é cruzar os braços.

“A única forma que os trabalhadores da saúde têm para reivindicar seus direitos é organizando uma paralisação. Mas depende da vontade da categoria, que vai se reunir em assembleia para tomar a decisão”, afirmou o sindicalista.

Outro lado

Procurada, a Gota de Leite informou por meio de sua assessoria de imprensa que não iria se manifestar. A Prefeitura foi questionada e informou que os pagamentos teriam sido concluídos nesta segunda-feira.

Se a informação for confirmada pelos trabalhadores a possibilidade de greve será retirada, segundo o sindicato. A entidade se manterá atenta aos próximos meses.