Desde 2014, mais de 49000 artigos.
,/2020

Startups: Novo modelo de negócio ganha visibilidade em Marília

Cidade
17 de março de 2015
11056881_957658640935346_360254054_n

A mariliense Helô Palácio criou uma rede profissional que tem a missão de organizar as informações do mercado de trabalho

Ideias inovadoras, custo de desenvolvimento relativamente baixo, grande potencial de faturamento e rápida expansão. Esse é o conceito geral de uma Startup, modelo de empreendedorismo que já revelou grandes negócios do mundo de gestão, inovação e tecnologia, tais como Facebook, Instagram, Whatsapp, Waze, entre outros diversos exemplos. Em Marília não poderia ser diferente, algumas propostas promissoras já começaram a surgir.

A empreendedora Helô Palácio é CEO e co-fundadora de um desses modelos. Helô criou uma rede profissional que tem a missão de organizar as informações do mercado de trabalho, gerando oportunidade para os usuários e desenvolvimento para a sociedade. A rede reúne os três pontos fundamentais desse círculo: talentos, empresas recrutadoras, e instituições educacionais, em um ambiente onde os interesses desses três perfis se encontram e se complementam.

Já Vinicius Amorim é o CEO e co-fundador de uma Startup com a missão se tornar a mais completa e inovadora plataforma de pagamentos via celular. Para isso, foram desenvolvidas soluções que vão desde a inclusão financeira da população sem acesso a contas bancárias, até a apresentação de uma plataforma completa para gestão de benefícios trabalhistas (Vale-Alimentação, Vale-Refeição ou Antecipação Salarial).

O projeto nasceu com a percepção de que carregar cartões plásticos e dinheiro na carteira é uma coisa ultrapassada, já que é possível realizar pagamentos utilizando apenas um único celular.

CRIANDO

O caminho para quem deseja criar uma startup não é simples. Após a formação da ideia e a estruturação do modelo de negócio que irá sanar a necessidade de um público específico (a ferramenta mais utilizada pelos empreendedores para simplificar este processo é o Business ModelCanvas), é necessário realizar a validação desta ideia e modelo de negócio, ou seja, confirmar se realmente o público estará interessado em comprar ou aderir ao seu “produto e/ou solução”.

Após a validação, é a hora de desenvolver o MVP (Minimum Viable Product– Produto Minimamente Viável). Hoje em dia, considera-se que se for aguardar ter um produto e/ou solução 100% completa para só a partir deste momento realizar o lançamento, corre um risco de perder o “time” de lançamento.

Portanto, assim que se consegue ter um MVP, já é colocado no mercado e as melhorias e ajustes são realizados com o tempo. No caso da startup de pagamento digital de Vinicius, da validação ao lançamento do produto foram dois anos.

Já a rede de Helô está chegando a três anos de desenvolvimento, e nesse ponto se torna crucial a formação do time responsável por dar vida a essa inovação. Para Helô, a composição do time é importante considerando que você deve buscar pessoas com as competências que você não tem e que serão fatores-chave para o sucesso do seu negócio.

“É a hora de deixar a mania de querer fazer tudo de lado e aceitar que existem pessoas adequadas para cada função. Com relação aos custos financeiros, existem duas possibilidades: juntar suas economias e investir em seu próprio projeto ou logo no início já ir em busca de um sócio investidor para viabilizar a parte financeira de sua Startup”, explica a empreendedora.

11073220_957658654268678_853422054_n

O grupo Startup Marília e Região no Facebook, buscando reunir pessoas que já tenham startups e quem busca informações sobre o assunto

GRUPO

O ecossistema de startups também é algo novo e interessante. Existem instituições nacionais e internacionais que tem a missão de fomentar essa cultura empreendedora nas principais regiões do país. Com esse mesmo objetivo nasceu o grupo Startup Marília e Região no Facebook, buscando reunir não só pessoas que já tenham startups, mas também aquelas que estão em busca de informações, ideias ou vivências para montar seu negócio.

Os administradores do grupo já estão em contato com instituições internacionais como a UP Global, para trazer eventos para a região de Marília, e convidam as pessoas que tenham interesse em saber mais sobre este assunto e compartilhar essas experiências a fazerem parte desse grupo.

Também se disponibilizam para parcerias com Instituições Educacionais que queiram levar essa cultura para seus alunos. “Nossa região é rica em pessoas com perfil empreendedor e ideias inovadoras esperando apenas por um incentivo para suas ideias saírem do papel, e é este incentivo que queremos trazer para nossa região e, assim, torná-la ainda mais desenvolvida econômica e socialmente” completa Helô Palácio.