Desde 2014, mais de 40000 artigos.
,/2019

Sarampo: Prefeitura divulga balanço dos primeiros dias de campanha

Cidade
11 de outubro de 2019

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, divulgou balanço dos três primeiros dias da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo na cidade. No período, 475 usuários procuraram as unidades de saúde.

Desse total, apenas 130 receberam a dose da vacina tríplice viral. A maior parte (72,63%) teve a caderneta conferida, mas não houve necessidade de imunização.

As crianças que têm entre seis meses e menos de cinco anos começaram a ser vacinadas no dia 7 (segunda-feira) e terão preferência até o dia 25 de outubro. O “Dia D” da campanha será no dia 19, sábado, com unidades abertas das 8h às 17h.

Já a imunização dos adultos (com idades entre 20 e 29 anos) está prevista para começar no dia 18 e vai até o final da Campanha, em 30 de novembro, com “Dia D” na última data da campanha.

CALENDÁRIO VACINAL

Vacina é coisa séria e a população não precisa esperar campanha. O alerta é da enfermeira Renata Rodrigues Plácido, responsável pela Sala Central de Vacina da Secretaria Municipal da Saúde.

Ela explica que o calendário nacional de vacinação prevê a aplicação da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) aos 12 meses e também aos 15 meses para reforço da imunização com a tetraviral, que protege também contra varicela.

Por orientação do Ministério da Saúde, ainda está valendo a chamada “dose zero”, para os bebês com menos de 12 meses e mais de seis. A dose não é contabilizada no calendário.

Contraindicação apenas para bebês com menos de 6 meses. A recomendação para os pais e responsáveis por crianças nessa faixa etária é evitar exposição a aglomerações, manter higienização adequada, ventilação adequada de ambientes, e principalmente, procurar imediatamente um serviço de saúde ao qualquer sintoma da doença, como manchas vermelhas pelo corpo, febre, coriza, conjuntivite, manchas brancas na mucosa bucal.

QUEM PRECISA SER VACINADO?

Quem tem entre um ano e 29 anos, deve ter duas doses da vacina contra o sarampo anotadas na caderneta. Acima desta faixa, até 59 anos, é preciso ter pelo menos uma dose.

Não há indicação para pessoas com mais de 60 anos, pois esse público potencialmente teve contato com o vírus, no passado. Quem tiver dúvidas quanto à imunização adequada deve procurar um posto, com a carteira vacinal em mãos.