Desde 2014, mais de 54000 artigos.
,/2021

Prefeituras da região adotam fase vermelha do Plano SP

Regional
13 de janeiro de 2021

Serviços que podem e não podem funcionar em Ourinhos (Foto: Divulgação)

As prefeituras de Ourinhos (distante 95 quilômetros de Marília) e de Santa Cruz do Rio Pardo (distante 120 quilômetros de Marília), cidades que foram rebaixadas para a fase laranja do Plano São Paulo na última sexta-feira (8), resolveram endurecer ainda mais as regras de flexibilização e colocar os municípios na fase vermelha por sete dias.

Em Ourinhos, o novo decreto começa a valer nesta quarta-feira (13) e vai até o dia 19 de janeiro (próxima quarta).

O objetivo, segundo a Prefeitura, é controlar o alto número de casos positivos de Covid-19 que vem sendo registrados diariamente no município e a taxa 100% de ocupação dos leitos de UTI.  A medida foi adotada pela Prefeitura a partir de uma sugestão do Ministério Público.

De acordo com o Comitê Técnico Covid, a medida é necessária, uma vez que a falta de conscientização da população ainda é visível.

Por sete dias poderão funcionar em Ourinhos somente postos de combustíveis, exceto lojas de conveniência, casas lotéricas, oficinas mecânicas autopeças, supermercados, mercados e mercearias, açougues, farmácias, hospitais, assistência à saúde, incluídos os serviços médicos e hospitalares, clínicas médicas e veterinárias, serviços públicos, telecomunicações e internet.

Restaurantes, lanchonetes, panificadoras, confeitarias, food truck e sorveteria somente para atendimento no sistema drive thru e delivery, sendo vedado o consumo no local, devendo serem retiradas as mesas e cadeiras;

Ficam imediatamente suspensas as atividades e serviços de imobiliárias, concessionárias e lojas de veículos, escritórios em geral, comércio em geral, shopping centers, galerias e estabelecimentos congêneres, estabelecimentos comerciais varejistas, casas noturnas, boates e similares, academias de ginástica, teatros, cinemas, casas de eventos, clubes esportivos e recreativos, associações recreativas e afins, playgrounds, salões de festas, bares, botecos, adegas e botequins, agências bancárias, excetuando-se o autoatendimento, salões de beleza e barbearias, igrejas e templos religiosos, exceto para realização de cultos e missas no sistema drive-in ou de forma on-line, limitado a 05 (cinco) pessoas, áreas comuns dos condomínios, hotéis, motéis, pousadas e pensões, feira, instituições financeiras e cursos livres.

O decreto indica também uma multa de R$ 1.012 para quem descumprir as regras. No caso de reincidência, o valor será dobrado e haverá suspensão da atividade por 30 dias.

Também estabelece uma espécie de ‘toque de recolher’, impedindo a circulação de pessoas em espaços e vias públicas da meia-noite às 5h, exceção a quem estiver dentro de veículos.

Até esta terça-feira (12), Ourinhos tinha 4.400 testes confirmados de coronavírus, dos quais são 3.905 curados e 64 óbitos, sendo que o último foi confirmado ontem, tratando-se de um homem de 66 anos.

Santa Cruz do Rio Pardo

Já em Santa Cruz do Rio Pardo, o prefeito Diego Singolani (PSD) anunciou através de um vídeo nesta terça-feira (12) que a cidade vai regredir à fase vermelha do Plano São Paulo de prevenção da Covid-19 a partir de quinta-feira (13).

Segundo ele, os dados são alarmantes. Ontem havia 36 pacientes internados na Santa Casa, contra 24 do dia anterior.

“Nas últimas 24 horas, aumentou em 12 o número de pacientes internados. Nenhuma alta foi dada. Lembrando, a nossa estrutura e capacidade hospitalar para atendimento com qualidade para nossa população, no tratamento da Covid-19, é de até 35 pacientes, ou seja, nós temos nesse momento pacientes aguardando vagas para transferência em outros municípios”, afirmou Diego.

Ele alertou ainda que todos os hospitais de Ourinhos e Marília estão lotados e disse que isso é fruto do comportamento da população durante os feriados.

“A única forma de se tentar o recuo do número de casos é fazendo o isolamento. Para que as pessoas fiquem isoladas em suas casas há a necessidade de se estabelecer um novo decreto, regredindo Santa Cruz do Rio Pardo não para a fase laranja, mas para a fase vermelha”, falou.

“E é fechamento mesmo, por sete dias”, ressaltou o chefe do Executivo.

O decreto que será publicado nesta quarta-feira (13), conforme o prefeito, vai fechar pesqueiros, academias, salões de beleza, clubes, casas noturnas e galerias.

Hotéis poderão funcionar sem novos hóspedes. Lojas de materiais de construção e estabelecimentos comerciais funcionarão em sistema delivery de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Lanchonetes, restaurantes, cafeterias, food trucks e conveniências funcionarão das 8h até 22h somente com atendimento drive thru.

Bares e comércio de bebidas poderão funcionar das 8h até 20h nos sistemas delivery ou drive thru, de segunda a sábado.

O consumo de bebidas alcoólicas será expressamente proibida no local ou em locais públicos.

Supermercados, açougues e padarias funcionarão de segunda a sábado até 20h. Oficinas e borracharias funcionam de segunda a sexta até às 20h.

Pet Shop, lojas de produtos veterinários e jardinagem, de segunda a sábado até às 18h.

A feira livre deste domingo será mantido, apenas com hortifruti, sendo proibida a venda de outros produtos.

Nas igrejas só poderão frequentar pessoas acima de 10 anos, observando as regras da pandemia, como distanciamento, álcool em geral e uso de máscaras.

O transporte coletivo também será reduzido. No domingo, todos os estabelecimentos estarão fechados.

Santa Cruz tem 1.459 casos confirmados da doença, sendo 1.234 curados e 12 mortes.

Veja abaixo o vídeo com a manifestação do prefeito de Santa Cruz do Rio Pardo: