Desde 2014, mais de 64000 artigos.
,/2021

Padrasto é preso por arquivar no celular pornografia infantil

Polícia
25 de novembro de 2021

Um homem foi preso pela Polícia Civil em Marília, nesta quinta-feira (25), acusado de abuso sexual contra a própria enteada, uma menina de dez anos. No celular do criminoso – que não foi identificado – equipe da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) encontrou uma foto e um vídeo em que ele aparece convidando a menor à prática de sexo oral.

Segundo a polícia, o caso já estava sob investigação. O homem foi alvo de um mandado de busca e apreensão. Os agentes foram até a residência na quarta-feira (24), porém, o imóvel estava fechado.

Um policial fez contato com o suspeito e pediu que ele comparecesse nesta quinta-feira (25) na delegacia. Ele foi informado sobre o mandado de busca e apreensão e teve o seu celular apreendido.

De forma imediata, análise do aparelho localizou um vídeo do homem suspeito chamando a vítima para praticar sexo oral, além de uma fotografia com conteúdo pornográfico.

O suspeito foi interrogado e confirmou que as pessoas no vídeo e na foto seriam ele próprio e a enteada. A polícia confirmou a situação de flagrante, especialmente pela localização do conteúdo de pornografia infanto-juvenil no telefone do indiciado.

Não foi arbitrada fiança, segundo a polícia, em razão da gravidade do crime. Outro motivo para a prisão é o fato do indiciado continuar morando no mesmo endereço que a enteada.