Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Morre cão resgatado com sinais de maus-tratos

Regional
01 de julho de 2022

Cachorro tinha sido resgatado em 8 de junho (Foto: Divulgação)

Depois de 21 dias de internação, morreu o animal que foi resgatado pela ONG Spaddes em 8 de junho em Oriente (distante 19 quilômetros de Marília). O quadro de saúde do cachorro era grave e piorou durante o tratamento.

O tutor acabou localizado pela Polícia Civil e vai responder criminalmente por maus-tratos. Os voluntários da ONG serão ouvidos na próxima segunda-feira (4).

O crime tem pena de reclusão de dois a cinco anos, multa e proibição da guarda. A punição pode ser aumentada com a morte do animal.

Animal passando por atendimento na clínica veterinária (Foto: Divulgação)

RELEMBRE

No dia 8 de junho, a ONG Spaddes de Marília cumpriu com a Polícia Civil um mandado de busca e apreensão de um animal que estaria em situação de maus-tratos em uma residência de Oriente.

A entidade recebeu diversas denúncias que davam conta que o cachorro não estava recebendo assistência médica veterinária e cuidados necessários do tutor.

A ONG fez algumas visitas na residência para tentar localizar o dono do animal, sem sucesso. Durante as diligências a veterinária constatou o crime. O animal estava caquético, desnutrido, com infestação de carrapatos e sarna.

Com laudo de maus-tratos, a ONG registrou na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília um Boletim de Ocorrência, e advogada da entidade entrou com pedido na Justiça de busca e apreensão do cão. A solicitação foi acatada pelo juiz.

O animal foi recolhido pela Spaddes e passou por tratamento. Na data, o tutor não foi encontrado na residência.