Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Marília vive ‘boom’ da construção civil com expansão

Cidade
03 de julho de 2022

Mercado da construção segue aquecido (Foto: Daniela Casale/Marília Notícia)

O mercado imobiliário segue em expansão em Marília. As empresas que atuam na área de construção civil tiveram um ano próspero em 2021, mesmo com o aumento do custo do setor, que sofreu com alta nas matérias-primas. O número de empregados cresceu no período e ainda segue em alta em 2022. São muitos os projetos que estão sendo retomados e com lançamentos previstos para o segundo semestre.

Segundo dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o forte aumento dos custos com materiais de construção registrado nos últimos dois anos foi o grande desafio para o setor. Neste período, o aço, por exemplo, apresentou crescimento superior a 90%. Outros produtos como PVC e material elétrico também tiveram altas substanciais.

O gestor comercial da Bild Desenvolvimento Imobiliário e Vitta Residencial, José Igor Bezerra Leite Cardoso, confirma o encarecimento e pontua que 2021 foi um ano muito desafiador, principalmente, para as empresas que trabalharam com o público de poder aquisitivo menor. O especialista explica que muitos projetos tiveram que ser repensados, para que pudessem ser viabilizados.

“Várias indústrias pararam com o lockdown em 2020 e, quando retornaram ao trabalho, a demanda era muito alta. Esse retorno foi gradativo e houve escassez de material no mercado, fazendo com que ocorresse uma alta nos preços de produção das matérias-primas. Isso foi impactante para boa parte das construtoras”, diz Cardoso.

Apesar do alto custo, a construção apresentou crescimento de cerca de 8% no ano passado, o maior dos últimos dez anos no Brasil, segundo dados da CBIC. Em Marília, não foi diferente e a tendência é o progresso. O primeiro semestre de 2022 foi muito bom para as construtoras, que projetam um resultado ainda melhor nos últimos seis meses do ano. Cardoso acredita que os preços tenham atingido uma estabilidade.

“O primeiro semestre se mostrou melhor. Estamos com um mercado aquecido e as construtoras já conseguiram adaptar os projetos nessa nova realidade de preços. Estão ocorrendo muitos lançamentos, tanto no segmento popular como no de alta renda. O país ainda tem um déficit habitacional e o governo precisa rever alguns pontos de seus projetos, para atender essa população”, explica o gestor comercial.

MAIS EMPREGOS

Em todo o ano de 2021, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o setor da construção civil foi o que teve a maior variação na comparação com o ano anterior, com aumento de empregos totalizando 15,35% e saldo positivo de 375 empregos diretos. No ano anterior, o resultado no segmento havia sido de apenas 81 postos de trabalho.

Em 2022, o setor de construção civil já apresentou saldo positivo com 131 novos empregados com carteira assinada em Marília, com variação positiva de 4,65%. É o segmento com a melhor variação no acumulado deste ano, assim como já havia ocorrido em 2021. Com novos empreendimentos para serem lançados no segundo semestre, a expectativa é que esses números melhorem ainda mais.

O gerente comercial da Tack Incorporadora, Rogério Marini Vieira, se mostra contente com os lançamentos feitos no ano passado. Se 2021 foi muito bom para a empresa, os resultados deste ano são um pouco mais expressivos e a expectativa é grande para o segundo semestre.

Vieira destaca que os empreendimentos na zona Leste de Marília estão atingindo sucesso imediato. A região é a mais valorizada da cidade, pelo amplo espaço para expansão. O gerente revela que os clientes apostam na valorização da área e que estão conseguindo excelentes resultados.

“O ano passado foi muito bom e neste ano estamos dentro das nossas expectativas. A cidade de Marília está em expansão e os investidores enxergam todo o seu potencial. Esperamos ter um segundo semestre ainda melhor, com expectativa de lançamento em breve”, finaliza.