Desde 2014, mais de 46000 artigos.
,/2020

Marília tem corrida aos supermercados após suspeitas de Covid-19

Cidade
17 de março de 2020

Alguns supermercados têm dificuldade de reposição nas gôndolas, mas não há desabastecimento Foto: Divulgação)

Representantes de supermercados ouvidos pelo Marília Notícia relataram um aumento brusco nas vendas de alguns produtos nos últimos dias, após a notícia de casos suspeitos de coronavírus na cidade.

De acordo com Eduardo Kawakami a principal busca é por mercadorias do setor de higiene e limpeza. Ele explica que alimentos com maior prazo de validade também começam a ser cada vez mais procurados.

No entanto, Eduardo garante que por hora não existe risco de desabastecimento. “O que temos é um pouco de desinformação, as pessoas não precisam se desesperar”, garante.

Aumenta procura por itens de higiene e limpeza (Foto: Divulgação)

“É compreensível que alguns queiram fazer estoques, caso alguém precise ficar de quarentena”, completa.

Itens como álcool gel, porém, já são difíceis de serem encontrados na cidade. E quando o consumidor acha o produto, ele pode estar mais caro. “Antes o fabricante produzia mil unidades, agora a demanda é por 5 mil. O preço sobe”, exemplifica Eduardo.

(Foto: Divulgação)

Em outra rede importante de supermercados da cidade, que não se pronunciou oficialmente, a reportagem apurou que estão sendo montadas estratégias para evitar a falta de mercadorias.

Em alguns casos, a procura de produtos é tanta que ocorre alguma dificuldade para reposição nas gôndolas.

A funcionária de um supermercado localizado na zona Oeste de Marília, que não quer se identificar, contou que existe uma preocupação maior por parte dos clientes mais idosos.

“Acho que eles são o principal grupo de risco, então querem se prevenir e garantir que não falte nada do que precisam, caso tenham que ficar em casa. Por enquanto não temos mais álcool em gel, mas outras mercadorias ainda não estão faltando”, afirma.

 

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)