Desde 2014, mais de 65000 artigos.
,/2022

Fim do plano da Coopus gera reclamações no Procon

Cidade
22 de novembro de 2021

A semana passada foi marcada, no Procon de Marília, por um “boom” de reclamações pela busca de orientação e informações sobre a Coopus Planos de Saúde Ltda. A organização fundada na cidade de Campinas, com 28 anos de atuação, mantinha uma ampla rede de assistência, que incluía hospitais, clínicas e prestadores de serviços em Marília.

Foram pelo menos 15 atendimentos diários, entre terça (16) e sexta-feira (19), segundo o diretor do Procon em Marília, Guilherme Moraes.

“Era um plano considerado acessível, com grande número de beneficiários na cidade. As principais dúvidas têm sido quanto à migração para outros convênios. Existem alguns casos em podemos atuar. Já em outras situações, as empresas podem fazer a recusa”, explica o diretor.

Moraes cita, como exemplo, a obrigatoriedade da Coopus – ou qualquer outra operadora – em fornecer a carta para fins de portabilidade.

O documento contém o histórico de relacionamento do beneficiário com o plano de saúde e funciona como uma espécie de “carta de referência”, atestando, por exemplo, que o contrato era antigo e foi cumprido com pontualidade.

“Mas o plano que o cliente procura não é obrigado a admiti-lo. É direito da empresa a recusa em condições e valores equivalentes, podendo o consumidor aceitar ou não os termos que estão sendo oferecidos no novo contrato”, afirma.

O beneficiário também não pode exigir os mesmos médicos ou prestadores. “A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determina que o plano deve oferecer especialistas credenciados ou cooperados, mas não determina qual especialista, qual profissional”, explica.

PRAZO DE CARÊNCIA

A Agência publicou em 13 de setembro, no Diário Oficial da União (DOU), a concessão de portabilidade especial de carências para os clientes da Coopus. A partir da publicação, os beneficiários tiveram até 60 dias para ingressar em novas operadoras.

O prazo terminou na semana passada, o que ajuda a explicar a grande procura pelo Procon. Os beneficiários, independentemente do tipo de contratação ou data de assinatura, puderam mudar de operadora sem cumprir novos períodos de carência.

Quem migrou antes do dia 13 deste mês, mas que ainda estava cumprindo carência ou cobertura parcial temporária por doença preexistente, pode cumprir o período remanescente na nova operadora.

O registro da Coopus na ANS está cancelado e suas atividades, oficialmente, encerradas. O Marília Notícia tentou contato com a empresa (por telefone e e-mail), mas não recebeu nenhuma resposta até a publicação desta reportagem.

SERVIÇO

O Procon Marília está localizado na avenida das Indústrias, 294, Centro. Informações pelos telefones (14) 3401-2466 ou (14) 9 8108-0624 (WhatsApp) [clique aqui para iniciar uma conversa] ou ainda pelo e-mail procon@marilia.sp.gov.br e facebook.com/mariliaprocon.

A ANS oferece um canal para o consumidor, onde esclarece dúvidas e recebe reclamações.

Quer receber notícias no seu WhatsApp? Clique aqui!  Estamos no Telegram também, entre aqui.