Desde 2014, mais de 59000 artigos.
,/2021

EUA vão comprar 500 milhões de doses de vacinas para doar

Geral
10 de junho de 2021

Os Estados Unidos vão comprar 500 milhões de doses da vacina Pfizer contra a covid-19 para serem compartilhados por meio da aliança global Covax para doação a 92 países de baixa renda e à União Africana no próximo ano. A informação é da imprensa americana, que afirmou que o presidente Joe Biden deve fazer esse anúncio nesta quinta-feira, em um discurso antes do início da cúpula do G-7.

Segundo jornais americanos, 200 milhões de doses – o suficiente para proteger totalmente 100 milhões de pessoas – serão compartilhados este ano, com o restante a ser doado no primeiro semestre de 2022.

Biden havia dito na quarta-feira, 9, mais cedo, que anunciará um plano de vacina para o mundo enquanto se dirige à Europa para sua primeira viagem ao exterior como presidente. “Eu tenho um (plano) e irei anunciá-lo”, disse Biden a repórteres antes de embarcar no avião presidencial Força Aérea Um.

A estratégia de compartilhamento de vacina contra o coronavírus do governo Biden foi criticada por congressistas democratas e alguns integrantes da área da saúde como “tímida”. O que gerou uma enxurrada de esforços da Casa Branca para responder às críticas, com novos anúncios para reforçar o plano esperado antes da ida do presidente para a cúpula do G-7 no Reino Unido neste fim de semana.

“Os EUA estão trabalhando com nossos parceiros do G-7 em um esforço maior para ajudar a acabar com a pandemia, para que as democracias do mundo ajudem as pessoas em todos os lugares. E teremos mais a dizer sobre isso na reunião do G-7”, disse Jake Sullivan, conselheiro de Segurança Nacional de Biden.

A Casa Branca tem explorado maneiras de aumentar o fornecimento global de vacinas, e pessoas familiarizadas com os planos dizem que um anúncio pode ser feito ainda esta semana.

Pfizer confirma que EUA vão comprar 500 milhões de doses de vacinas para doação

A Pfizer confirmou nesta madrugada desta quinta-feira (10) que os Estados Unidos vão comprar 500 milhões de doses da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica em parceria com a BioNTech para doação a outros países. A informação foi adiantada ontem pela imprensa americana e deve ser confirmada ainda hoje pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em discurso antes do início da cúpula do G7.

De acordo com o comunicado publicado pela Pfizer, essas vacinas serão vendidas a preço de custo, sendo 200 milhões de doses entregues a partir de agosto de 2021 e 300 milhões no primeiro semestre de 2022. Os EUA devem distribuí-las ao mundo por meio do mecanismo Covax Facility, consórcio criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para diminuir a desigualdade no acesso a imunizantes contra o novo coronavírus.

“Nossa parceria com o governo dos EUA ajudará a levar centenas de milhões de doses de nossa vacina aos países mais pobres do mundo o mais rápido possível”, diz o CEO da Pfizer, Albert Bourla, na nota. “A covid-10 impactou a todos, em todos os lugares, e para vencer a batalha contra esta pandemia, devemos garantir o acesso rápido às vacinas para todos”, acrescenta.