Desde 2014, mais de 59000 artigos.
,/2021

Dise prende quadrilha do tráfico na zona Norte de Marília

Polícia
10 de junho de 2021

Grande quantidade de droga foi apreendida pela polícia (Foto: Divulgação)

A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) prendeu o entregador Renan Alexânio Custódio Vieira, de 22 anos, o desempregado Wagner Santiago Lopes, de 43, e o servente Kevin da Silva Celestino, de 18 anos, e apreendeu dois adolescentes de 15 e 16 anos, por tráfico de drogas, nesta quarta-feira (9), no bairro Jardim Santa Antonieta, zona Norte de Marília.

Após o trabalho de investigação, com escuta telefônica autorizada pela Justiça, a delegacia apurou a existência de uma quadrilha especializada na distribuição de drogas. Segundo consta, Renan – morador do bairro Marina Moretti – era tido como o líder da quadrilha.

Ele contava com a participação de um rapaz, de 20 anos, como “gerente”;  Wagner, vulgo “Véio”, era responsável pela guarda e distribuição das drogas; Kevin e os dois adolescentes eram os “vendedores”.

Diante dos fatos, a Dise representou junto ao Poder Judiciário um pedido de autorização para realizar busca e apreensão nas residências dos investigados, que foi deferido.

Ontem, no período da manhã, em cumprimento aos mandados, foram realizadas seis buscas, que resultaram em grande apreensão de entorpecente e a prisão em flagrante de três indiciados, de 18, 22 e 43 anos de idade, todos moradores da zona Norte, bairro Marina Moretti, bem como na apreensão de dois adolescentes. As buscas contaram com o apoio do canil da Polícia Militar.

Parte da droga apreendida durante a operação (Foto: Divulgação)

Na casa de Renan, a polícia encontrou R$ 3.917, um tijolo de maconha, uma faca com resquícios da droga, um saco plástico contendo 13 placas com adesivos para identificação dos entorpecentes, uma peneira, quatro pratos com resquícios de drogas, uma balança de precisão, embalagens para acondicionar entorpecentes, 208 pinos com cocaína, 160 pinos com crack, folhas com anotações do tráfico, quatro munições calibre 38, além de um celular e uma moto que foram apreendidos.

Na residência do menor de 15 anos, havia R$ 697, sete pinos com cocaína, 18 pinos com crack e um celular. Já no imóvel do adolescente de 16, foi apreendido apenas seu telefone.

A polícia constatou que o rapaz que trabalhava como “gerente” havia se mudado no dia 5 de junho para local incerto e não foi localizado. Porém, nos fundos do imóvel, foi encontrado um tambor, que estava enterrado, contendo diversos pinos com cocaína, porções de maconha, pinos com crack, carregador de rádio e um manuscrito.

Na residência de Wagner, os policiais encontraram quatro porções de maconha, duas outras a granel e seu celular. Já na de Kevin apenas um chip.

Os três adultos foram presos e os dois adolescentes apreendidos e encaminhados até a Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde permaneceram à disposição da Justiça e da Vara da Infância e Juventude.

Dinheiro, celulares e pinos (Foto: Divulgação)

Entorpecentes apreendidos (Foto: Divulgação)