Desde 2014, mais de 51000 artigos.
,/2020

Dengue faz décima primeira vítima fatal em Marília

Cidade
27 de fevereiro de 2015
dengue

Foto: Marília Notícia/Reprodução Facebook

Marília vive o caos. Mais uma pessoa morreu com dengue na cidade durante a madrugada desta sexta-feira (27). Delfina da Conceição Guimarães, de 64 anos, faleceu no Hospital Universitário e está sendo velada neste momento na sala 6 do Velório Municipal. Ela era moradora do bairro Somenzari.

No atestado de óbito da vítima, constavam como causas: choque hipovolêmico (também chamado choque hemorrágico), dengue e hipertensão arterial. Em menos de dois meses já são contabilizadas 11 mortes confirmadas e três suspeitas devido a doença.

De acordo com os familiares, Delfina teve os primeiros sintomas da doença no último domingo (22) e procurou atendimento no Prontomed. Ontem (26) a situação se agravou e ela voltou ao Prontomed, sendo imediatamente encaminhada para o Hospital Universitário, onde faleceu horas depois.

Um amigo da família, muito emocionado se revolta com a situação: “Uma cidade rica igual Marília, uma cidade com inúmeros recursos, passar por essa situação é inadmissível. Ninguém faz nada para brecar essa situação. E agora fica a dor para nós que somos próximos”, desabafa Mario Genis.

Delfina era natural de Portugal e atuava como professora e psicóloga em Marília. Deu aulas na Fundação Bradesco e Unimar. O enterro irá acontecer no Cemitério da Saudade às 17h30.

dengue2

Atestado de óbito indica dengue como uma das causas / Foto: Gabriel Tedde

MORTES

Até o último dia 21 de fevereiro, a Prefeitura de Marília mantinha a posição de que apenas três pessoas haviam morrido com dengue. “Estamos esperando os laudos técnicos para confirmar as outras mortes, não vamos nos precipitar”, disse o prefeito Vinicius Camarinha ao ser questionado sobre o desencontro dos números.

A Santa Casa de Marília confirmou até o último dia 20, que somente no hospital foram 5 mortes: 4 mulheres adultas e o adolescente João Renato Mendes, de apenas 14 anos [leia aqui].

Já no Hospital das Clínicas, o metalúrgico Marcelo José da Silva, de 45 anos, teve o óbito confirmado no dia 18 de fevereiro.

Contabilizando os casos da Santa Casa, do HC e Hospital Universitário, são 11 óbitos de pacientes com dengue confirmados em Marília.

Três casos ainda são tratados como suspeitos: o da idosa Rosa da Silva, de 61 anos, que morreu na calçada após ser dispensada de um posto de saúde por falta de médicos [leia aqui] e duas pessoas que faleceram na Santa Casa.

Na Santa Casa as vítimas seriam uma idosa de 73 anos (mãe de um policial militar) e um senhor de 80 anos (membro da igreja evangélica Assembleia de Deus). 

Segundo fontes do Marília Notícia, o hospital da Avenida Vicente Ferreira estaria aguardando os laudos do Instituto Adolfo Lutz para a confirmação, mas internamente, pelo menos o caso da mãe do policial é dado como certo.