Desde 2014, mais de 48000 artigos.
,/2020

Casal é preso após matar homem a pauladas na zona Sul de Marília

Polícia
01 de agosto de 2020

A Polícia Militar prendeu em flagrante um casal acusado de assassinar um homem de 52 anos, identificado como João Batista Freitas, na noite desta sexta-feira (31) no Jardim Santa Paula, zona Sul de Marília.

Foram presos Aparecida Giane Rodrigues Capeleto, 44 anos, e José Aparecido de Souza, de 42 anos.

A arma do crime seria um pé de cama e a mulher teria envolvimento tanto com o acusado, quanto com a vítima.

Todos estariam vivendo na mesma casa, o que não estaria sendo bem aceito por João Batista, segundo informações preliminares que ainda serão devidamente investigadas.

Por volta das 20h20 os policiais militares chegaram no local do crime, na rua Bento Biancardi. A mulher foi encontrada ao lado do corpo da vítima, que estava caída na sarjeta com um ferimento na cabeça, já sem vida.

Ela segurava o pé de cama e dizia ter matado a vítima, que seria seu amasiado, pois ele teria ateado fogo na residência dela, naquela rua.

Populares, que não quiseram se identificar, disseram aos policiais que o verdadeiro autor do crime seria um “namorado” de Aparecida, que estaria dentro de sua casa.

José foi encontrado tentando apagar o fogo no imóvel, que depois foi contido pelo Corpo de Bombeiros. Embora sujo de sangue, ele negou o homicídio e foi detido. A mulher teria passado a chutar a viatura e acabou algemada.

A Polícia Científica foi chamada e se realizou a perícia tanto no local em que a vítima foi encontrada, quanto no imóvel que ficou em chamas.

Depoimento

No plantão policial Aparecida confessou que era amasiada com João Batista, mas havia colocado seu namorado José Aparecido para morar na mesma casa.

Segundo a mulher, João Batista não aceitou a situação e naquela noite teria tentado matar José Aparecido com uma faca, enquanto ele dormia.

Em seguida, João Batista teria ateado fogo na casa, conforme o relato dela. A mulher perseguiu João Batista e passou a agredi-lo, quando foi acompanhada por seu namorado José Aparecido.

De acordo com ela, o golpe fatal em João Batista teria sido desferido por José Aparecido.