Desde 2014, mais de 40000 artigos.
,/2019

Camarinha reage a investigação do Marília Notícia e dissemina fake news

Coluna
12 de outubro de 2019

Montagem feita por autor desconhecido ironiza Camarinha (Imagem: Montagem/Redes Sociais)

Por Gabriel Tedde

O ex-deputado Abelardo Camarinha (PSB) reagiu ao saber que está sendo investigado pela equipe do Marília Notícia no caso já conhecido como o ‘Fantasma do Metrô’, mais recente escândalo envolvendo a lendária figura mariliense. O político tem uma remuneração de quase R$ 20 mil por mês no Metrô de São Paulo pelo cargo de “especialista 3”. No entanto, ele atua como comissionado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), onde seu filho Vinicius exerce mandato.

Em 2019, até agosto, ele já recebeu R$ 75 mil líquido do serviço de transporte público da Capital, mesmo sem trabalhar no local – entenda clicando aqui.

Ao tomar conhecimento das graves suspeitas, determinei que nossa reportagem apurasse todas as questões acerca do tema, justamente para esclarecer eventuais dúvidas ao mariliense e não deixar o caso apenas no ‘disse me disse’ político. Como forma de obter as respostas necessárias, o MN apelou para a LAI (Lei de acesso à informação), obrigando os órgãos envolvidos a responderem dentro de um prazo estabelecido. Dentro de alguns dias, a nuvem negra que paira sobre Abelardo neste caso deve se desfazer.

A fake news da vez 

Ensandecido com a informação de que a investigação poderá resultar na perda do cargo, Abelardo partiu para o ataque contra o jornal e seus membros. Além de atacar a honra deste que escreve o texto, o político atribuiu a produção da matéria aos gastos de publicidade que a Prefeitura de Marília, na atual gestão de Daniel Alonso (PSDB), tem com o MN.

Abelardo, que conta com centenas de processos e inúmeras condenações, distribuiu em grupos de WhatsApp uma imagem em que mostra um pagamento de pouco mais de R$ 17 mil da Prefeitura ao Marília Notícia. A legenda da foto diz que o site recebe quase R$ 20 mil todos os meses da administração municipal. Trata-se de uma mentira.

Qual a verdade? O empenho que Abelardo se refere é de junho de 2018, ou seja, mais de um ano atrás. Em todo o ano passado o MN recebeu R$ 32.852 da Prefeitura (foram três notas emitidas, todas listadas no fim do texto). Isso resulta em uma média de R$ 2.738 por mês. Esse valor representa cerca de 4% do que o jornal fatura mensalmente com anúncios.

Os principais anunciantes investem muito mais do que isso seu Abelardo. Você se pergunta: porque eles investem? Eu te respondo: credibilidade seu Abelardo. Coisa que o senhor não tem mais.

Casa Sol influencia?

Camarinha também citou o fato do site ser parcial na cobertura política por ter patrocínio da Casa Sol. Vale ressaltar que a empresa anuncia desde 2015 com no MN. O contrato resistiu inclusive a matérias negativas sobre a atual gestão Daniel. Uma rápida pesquisa inclusive mostra que o jornal deu em primeira mão notícias que geraram crises no governo Alonso.

A Casa Sol está entre os maiores anunciantes da região. A empresa anuncia em praticamente todos os veículos de comunicação da cidade. Não seria diferente do MN, que hoje tem disparada a maior audiência.

Assim como a Casa Sol, desde o começo do ano também patrocinam e patrocinaram o MN: Unimar, Menin, Sicredi, Nissan, Renault, Faculdade Católica, Unimagem, Tauste, Comauto, Acim, Ale Idiomas, Barion Empreendimentos, Fema, Eletran Baterias, Batermax Baterias, Esmeralda Shopping, Marília Shopping, Galeria San Remo, Igui Piscinas, Volare Esmalteria, Micropro, CMD, Oral Sin, Odontoclinic, Contex Turismo, Farmácia Boa Forma, PetStyle Centro de Estética Animal, Preço Certo Supermercado, Salioni Areia e Pedra, Mega Chopp, Madalê Gelato Artesanal, Moradas Imoveis, Meta Imóveis, Silvio Bueno Imobiliária, Minutri, Kanabara Açaí, SOS Botox, Instituto Vida, Alright, Colégio Água Viva, Dog King, Grande Marília, Planet Limp, RWX7, Tack Construtora, Seven Construtora, CAP Arquitetura e Construção, Way Internet, Expresso Café, Iupi Brinquedos, Faculdade Anhanguera, Sinal Verde Capacetes, Entrevias, Sereia, Kumon, Amancenter, Mudas BR, Flyworld, Acinco, IBuild, Replan, Babi Borba Fotografia, CM Empreendimentos, AOM, Javep, Hyundai Caoa, Recanto da Roça, Magrass, Mega Posto, Dona Branca,  entre diversas outras empresas que aparecem de maneira pontual.

Te pergunto Camarinha: Acha que por conta de uma empresa entre todas essas o jornal estaria ‘vendido’? Falar isso é chamar as pessoas de burras Abelardo! Nós respeitamos muito nossos clientes. Esses sim geram emprego e trabalham para uma Marília melhor.

Camarinha acusou o Marília Notícia de parcialidade. Verdade?

Abelardo diz que o jornalismo do Marília Notícia escondia problemas da cidade e favorece o prefeito Daniel Alonso, seu principal adversário político. Camarinha usa a mesma tática do ex-presidente Lula: nós contra eles. Isso não cola mais velho Abelardo.

Como já disse antes, uma rápida pesquisa mostra inúmeras matérias que não são favoráveis ao governo Daniel. Para gente ficar somente neste mês, outubro de 2019, cito alguns exemplos de como o senhor mente. Clique aqui, aqui e aqui.

Rede de fake news de Camarinha

Difusão de mentiras camufladas como notícias, distorção de fatos que tentam desmentir publicações negativas da imprensa e ataques a quem denuncia o grupo político comandando pela família Camarinha.

Assim funciona no  WhatsAapp e no Facebook, uma rede de perfis e páginas fakes em apoio aos políticos Abelardo e Vinicius Camarinha.

Marília Notícia apurou que a máquina de fakes é comandada principalmente por duas pessoas. Uma delas é ex-funcionário do extinto jornal Diário, fechado pela Polícia Federal e tema central da investigação sobre diversos crimes supostamente cometidos por pai e filho. O ‘líder’ teria inclusive uma pessoa de sua família que trabalha para Abelardo.

Outros profissionais da imprensa que trabalham ou já trabalharam diretamente com os políticos, também participam da rede de fake news. Uma dessas pessoas trabalha para a rádio Jovem Pan local.

De maneira geral, todos os grupos acompanhados servem para produzir respostas às notícias publicadas pela imprensa e denegrir o atual governo do prefeito Daniel Alonso (que cá entre nós tem seus problemas, mas isso é assunto para outra hora).

Em setembro do ano passado, às vésperas das eleições, a defesa da empresária Daniele Alonso chegou a derrubar a principal página de apoio ao grupo de Camarinha por disseminação de fake news. A Justiça Eleitoral reconheceu a situação e determinou a retirada da página do ar.

Poucos meses depois, a rede da fakes já se reconstruiu. Atualmente as páginas chamadas ‘Marília Próspera’ e ‘Marília Conectada’ concentram e disseminam o conteúdo a favor do clã. São diversas páginas com as mesmas postagens.

A situação tomou tal proporção que o próprio Abelardo Camarinha, com seu telefone particular, encaminha as mensagens via WhatsApp. O político ainda ironizou a situação: “Estou livre, leve e solto”.

Vade retro Abelardo!

O caso do metrô soma-se ao vasto rol de mentiras e maldades perpetradas pelo senhor. É acusado de desviar mais de R$ 11 milhões de obra no Ribeirão dos Índios, mais de R$ 2 milhões da Câmara Federal, além de milhares de reais quando foi prefeito.

É acusado de ter esquema de propina envolvendo merenda de criancinhas. Foi condenado a 6 anos de prisão e escapa porque a Justiça é injusta nesse país. Usa a mentira como base da sua vida.

Se eu fosse relacionar tudo o que o senhor já fez de ruim para o povo, não aproveitaria meu feriado.

O senhor não tem um pingo de vergonha nessa sua cara de pau Abelardo? O senhor não se sente mal em nenhum momento?

É o demônio encarnado esse homem, vade retro Abelardo!

NF emitida pelo MN desmascara fake news.

NF emitida pelo MN desmascara fake news.

NF emitida pelo MN desmascara fake news.