Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Justiça marca júri de acusado de tentar matar coletor

Polícia
01 de junho de 2022

A Justiça de Marília julga nesta quinta-feira (2) Paulo Roberto Vieira da Silva, acusado de participar da tentativa de assassinato do coletor Marcos Nogarine Pereira da Silva. O crime foi registrado em 28 de janeiro de 2018.

O julgamento está previsto para ter início às 9h. Juliano Serrano da Silva Rodrigues, Luciano da Silva Rodrigues, Kleyton Rodrigues Bispo Cadina e Jayro da Silva Rodrigues Filho já foram julgados e condenados em 2019.

Paulo ainda não tinha sido submetido ao Tribunal do Júri porque o caso foi desmembrado.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), na manhã do dia do crime, a vítima teria agredido fisicamente a ex-namorada.

No período da tarde, os acusados – familiares da mulher – estavam em um churrasco quando souberam do ocorrido e decidiram se vingar. A festa acontecia na casa do padrasto da ex-namorada de Marcos.

Por volta de 23h53, os cinco abordaram o coletor e passaram a agredi-lo com socos e chutes. Em seguida, o obrigaram a entrar em um veículo e passaram a torturá-lo. Com um alicate, cortaram parte de dois dedos da vítima.

Quando chegaram perto do distrito de Rosália, os acusados tiraram Marcos do carro e voltaram a agredi-lo. Depois atiraram contra o coletor.

Marcos foi deixado na rodovia e encontrado por transeuntes que acionaram o socorro. O coletor ficou internado e conseguiu sobreviver.