Desde 2014, mais de 64000 artigos.
,/2021

Justiça julga acusado de morte de parceiro

Polícia
25 de novembro de 2021

Polícia no local do crime no dia que corpo foi encontrado (Foto: Fernando Andrade/Conexão Marília)

A Justiça de Marília julga, nesta quinta-feira (25), João Paulo de Melo. Ele é acusado de matar o companheiro Daril Gomes, de 61 anos, entre os dias 21 e 22 de abril de 2018.

A audiência de julgamento estava agendada para começar às 9h30, mas não tinha sido concluída até a publicação desta matéria.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), o crime aconteceu em um apartamento na rua Hércules Galletti, zona Oeste de Marília.

A vítima foi encontrada morta na cama do imóvel no início da tarde do dia 25 de abril, em estado de decomposição.

A denúncia narra que a vítima e o acusado mantinham união homoafetiva. O réu teria decidido matar Daril por não aceitar o fim do relacionamento.

Segundo a acusação, João golpeou a vítima na cabeça. Logo em seguida, o acusado se muniu de uma faca e desferiu um golpe na região do pescoço.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Marília prendeu João no dia 2 de maio de 2018. O indiciado foi encontrado na rua Diomar Raspante, no Parque das Azaleias, zona Sul de Marília.

Ao ser interrogado, João Paulo alegou estar arrependido e, inclusive, tinha escrito um pedido de perdão em folha de caderno, que foi apreendido no apartamento da vítima.

Armas do crime (Foto: Arquivo MN)