Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Unesp continua em greve. Veja o que funciona e os pedidos!

Cidade
31 de maio de 2014

unespA greve que já dura uma semana na Unesp continua. As atividades estão praticamente todas paralisadas. Biblioteca, restaurante universitário, secretarias e diretórios acadêmicos não estão funcionando. Segundo informações, apenas o setor administrativo está funcionando, por meio de plantões de atendimento. A limpeza também não foi afetada, pois a empresa responsável é terceirizada.

Somente o Laboratório de Neurociência Cognitiva manterá normalmente todas as suas atividades Assim todos os integrantes (coordenador, pesquisadores, bolsistas, estagiários, voluntários) devem continuar normalmente suas atividades, conforme as realizadas no último sábado, dia 24 de maio.

A decisão foi tomada em uma assembleia da Adunesp (Associação de Docentes da Unesp). Em comunicado divulgado, os professores marilienses vão participar na próxima terça-feira (3), de um ato em frente à reitoria, em São Paulo. Professores de outros campus da Unesp no estado, USP e Unicamp também se juntam ao movimento.

No campus da cidade, professores e funcionários reivindicam 9% de reajuste salarial e contratação de pessoal para atender à crescente demanda de alunos. Entre os professores, a maior revolta é com o anúncio do governo de que as negociações vão ser adiadas para setembro ou outubro

Estudantes

Cerca de 40 estudantes continuam acampados no campus de Marília. Algumas das reivindicações são:

  • Construção de mais 12 casas na moradia universitária.
  • Volta dos projetos de extensão (que teve 60% das atividades cortadas).
  • Ampliação do restaurante universitário.

Mesmo sem declarar greve, cerca de 35 a 40 estudantes continuam acampados em seis salas de aula da universidade. O movimento ocorreu semanas antes das paralisações serem anunciadas. Os alunos reivindicam a