Desde 2014, mais de 44000 artigos.
,/2020

Polícia vai investigar suposto golpe em anúncio de shows em Marília

Polícia
09 de janeiro de 2020

Print divulgado por uma das clientes que irão processar os envolvidos no evento (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil irá investigar denúncias de um suposto golpe aplicado pela produtora Seven Eventos, de Marília, que é acusada por inúmeros clientes de estelionato em relação a dois supostos eventos que iriam ocorrer no começo deste mês na cidade.

Ainda no final de 2019 a produtora começou a divulgar e vender ingressos para um evento chamado ‘Baile da Favorita’, com shows de Anitta e Kevinho, que em tese aconteceria no Golden Palace.

Já no meio de dezembro a empresa anunciou que ‘por problemas de logística’, a data, local e grade das apresentações seriam modificadas. De acordo com a Seven, o evento aconteceria amanhã, dia 10 de janeiro, com participação da cantora Ludmilla no Espaço T.

No dia 17 de dezembro a produção local emitiu nota via Facebook informando que as pessoas que desejassem, por conta das mudanças, seriam ressarcidas com dinheiro nos dias 02 e 03 de janeiro.

Mais uma nota, dessa vez divulgada no dia 02 de janeiro, informou que o reembolso atrasaria alguns dias, mas que a situação seria normalizada até a última terça-feira, dia 7 de janeiro.

Centenas de clientes relataram nas redes sociais que nenhuma das datas foi respeitada. Ninguém conseguiu o reembolso.

Para piorar, os telefones da produtora não atendem, segundo os clientes. Os envolvidos na produção do suposto evento também ‘sumiram do mapa’. Eles foram identificados como Luiz Fernando Lopes Barbosa, promoter que mora em Tupã, e Vinicius Augusto de Marília.

Ponto de venda ainda em novembro anunciava evento (Foto: Divulgação)

Em contato com a equipe do Marília Notícia, a produção da cantora Ludmilla informou ao site que “o show foi cancelado por falta de cumprimento dos deveres do contratante”. A reportagem também questionou a assessoria de Anitta, mas até o fechamento desta reportagem não obteve retorno.

Em consulta ao CNPJ da Seven Eventos, o MN descobriu que a produtora foi aberta no final de junho de 2019, apenas meses antes do imbróglio. A empresa está registrada no nome de Ronaldo Ferreira Lucas, no Jardim Teotônio Vilela, na zona Sul de Marília.

O MN tentou contato com a Seven e Luiz Fernando por boa parte do dia, mas não obteve retorno.

Frustração

A microempresária Carina Oliveira foi uma das que se sentiu lesadas pela Seven Eventos. “Estou chocada, tentei resolver na conversa, indo atrás dos produtores mas não consegui, vou registrar um boletim de ocorrência para que a polícia faça alguma coisa”, disse.

Segundo Carina, ela havia comprado um espaço chamado ‘Bistrô’, que custou R$ 600. “Ia levar minha filha que é muito fã da Anitta”, explicou ao MN.

Nas redes sociais a revolta também é grande. “Gente foi golpe, eles não vão devolver [o dinheiro] não. O show foi cancelado. Precisa fazer BO”, comentou uma internauta.

Nota da Seven que comunicava a suposta mudança do evento (Foto: Reprodução/Facebook)

Atualização 10/01

Depois de várias tentativas de contato pela reportagem, os envolvidos no caso se manifestaram via nota. Veja abaixo na íntegra.

“A Seven Eventos vem por meio desta nota, esclarecer todas as dúvidas a respeito do evento ‘Baile da Favorita’, que ocorreria na noite do dia 10 de janeiro de 2020, no Espaço T, em Marília, com apresentações dos cantores Ludmilla e MC Don Ruan.

Primeiramente, cabe ressaltar que em nenhum momento houve má-fé dos organizadores e produtores do evento, sequer possibilidade de “golpe”, como mencionado e veiculado nas redes sociais.

Do evento: A empresa organizou o evento até o momento, buscando oferecer entretenimento ao público da cidade, como ocorreu nas apresentações dos cantores Livinho e Dilsinho.

Entretanto, devido à baixa aderência e alto cachê dos artistas que se apresentariam, o evento não teve condições de ocorrer, razão pela qual se deu o cancelamento, publicado na página do ‘Baile da Favorita’ anteriormente.

Como consta na própria matéria veiculada, a assessoria da cantora que se apresentaria confirmou que haveria show, porém o mesmo foi cancelado pela impossibilidade de cumprimento do contrato, visto que a venda dos ingressos foi mínima, esclarecendo então, que não se tratava de golpe, pois de fato a apresentação ocorreria.

Da restituição: Cabe ressaltar que a restituição dos ingressos vendidos está ocorrendo gradativamente, onde até o momento houve ressarcimento de 90% dos consumidores que adquiriram entrada para o evento.

Informamos, que os 10% não restituídos (89 consumidores), deverão confirmar o cadastro junto à assessoria, por meio da página Seven Eventos no Facebook, ou pelo telefone disponibilizado na mesma, enviando comprovante de compra dos ingressos, e conta bancária onde deseja receber a restituição, as comunicação da data final de reembolso ocorrerão na próxima segunda-feira (13/01).

A empresa que sempre agiu com transparência na promoção dos eventos, entende que deve uma explicação aos consumidores ainda não restituídos; e a demora na devolução dos 10% faltantes, consiste no desembolso direto dos produtores, visto que houve gasto considerável na divulgação do evento, sendo o valor faltante pago a parte pela Seven Eventos.

Do jurídico: Os responsáveis pelo evento informam ainda, que após a restituição total dos valores, caso algum consumidor se sinta lesado, pode diretamente registrar boletim de ocorrência, ou procurar o Órgão de Proteção ao Consumidor (PROCON); bem como já registraram ocorrência junto à polícia civil, tomando as providências cabíveis em desfavor dos responsáveis pela denunciação caluniosa do crime de estelionato, e veiculação da mesma.

De máxima importância, destacar que em nenhum momento houve nenhum tipo de ‘fuga’ por parte da organização e responsáveis do evento. Os mesmos estão presentes na página da empresa e telefone disponibilizado, para quaisquer esclarecimentos, como faz por meio desta!

Marilia, 10 de Janeiro de 2020

Att: Equipe Seven Eventos.”

Acompanhe o caso nesta matéria atualizada, clique aqui.