Desde 2014, mais de 44000 artigos.
,/2020

Produtora afirma que não houve má-fé e fala de reembolso para clientes

Cidade
10 de janeiro de 2020

Ponto de venda ainda em novembro anunciava evento (Foto: Divulgação)

A produtora Seven Eventos e o promoter Luiz Fernando Lopes Barbosa, que mora em Tupã, emitiram comunicados ao Marília Notícia nesta sexta-feira (10), sobre as denúncias de inúmeros clientes que os acusam de estelionato em relação a dois eventos que iriam ocorrer no começo deste mês em Marília.

Através de mensagem de WhatsApp, o promoter Luiz Fernando afirmou que a situação seria normalizada em breve. “Ninguém dá golpe […]  Todos que faltam, os 89 clientes serão reembolsados!” afirmou ao MN.

Quando questionado sobre qual seria sua relação com a produtora Seven Eventos, o promoter não respondeu.

Alguns clientes afirmaram nas redes sociais que a produtora teria informado inicialmente que não teria relação com a confusão e que quem teria feito a contratação do show seria Luiz Fernando. A empresa supostamente seria apenas contratada pelo promoter para promover o evento.

A Seven Eventos encaminhou um comunicado ao MN, dizendo que “cabe ressaltar que em nenhum momento houve má-fé dos organizadores e produtores do evento, sequer possibilidade de ‘golpe’, como mencionado e veiculado nas redes sociais”.

Ainda de acordo com a nota, “devido à baixa aderência e alto cachê dos artistas que se apresentariam, o evento não teve condições de ocorrer, razão pela qual se deu o cancelamento, publicado na página do ‘Baile da Favorita’ anteriormente”.

“A restituição dos ingressos vendidos está ocorrendo gradativamente, onde até o momento houve ressarcimento de 90% dos consumidores que adquiriram entrada para o evento. Informamos, que os 10% não restituídos (89 consumidores), deverão confirmar o cadastro junto à assessoria, por meio da página Seven Eventos no Facebook, ou pelo telefone disponibilizado na mesma, enviando comprovante de compra dos ingressos e conta bancária onde deseja receber a restituição. As comunicações da data final de reembolso ocorrerão na próxima segunda-feira (13/01)”, diz a empresa.

A Seven afirmou que “a demora na devolução dos 10% faltantes, consiste no desembolso direto dos produtores, visto que houve gasto considerável na divulgação do evento, sendo o valor faltante pago a parte pela Seven Eventos”.

“De máxima importância, destacar que em nenhum momento houve nenhum tipo de ‘fuga’ por parte da organização e responsáveis do evento. Os mesmos estão presentes na página da empresa e telefone disponibilizado, para quaisquer esclarecimentos, como faz por meio desta!”, finaliza o comunicado.

Entenda

Ainda no final de 2019 a produtora começou a divulgar e vender ingressos para um evento chamado ‘Baile da Favorita’, com shows de Anitta e Kevinho, que em tese aconteceria no Golden Palace.

Já no meio de dezembro a empresa anunciou que ‘por problemas de logística’, a data, local e grade das apresentações seriam modificadas. De acordo com a Seven, o evento aconteceria hoje, dia 10 de janeiro, com participação da cantora Ludmilla no Espaço T.

No dia 17 de dezembro a produção local emitiu nota via Facebook informando que as pessoas que desejassem, por conta das mudanças, seriam ressarcidas com dinheiro nos dias 02 e 03 de janeiro.

Mais uma nota, dessa vez divulgada no dia 02 de janeiro, informou que o reembolso atrasaria alguns dias, mas que a situação seria normalizada até a última terça-feira, dia 7 de janeiro.

Centenas de clientes relataram nas redes sociais que nenhuma das datas foi respeitada. Para piorar, segundo os relatos, os telefones da produtora não atendiam até ontem (9).

Em contato com a equipe do Marília Notícia, a produção da cantora Ludmilla informou ao site que “o show foi cancelado por falta de cumprimento dos deveres do contratante”. A reportagem também questionou a assessoria de Anitta, mas até o fechamento desta reportagem não obteve retorno.

Seven Eventos

Veja abaixo a nota da empresa na íntegra.

A Seven Eventos vem por meio desta nota, esclarecer todas as dúvidas a respeito do evento ‘Baile da Favorita’, que ocorreria na noite do dia 10 de janeiro de 2020, no Espaço T, em Marília, com apresentações dos cantores Ludmilla e MC Don Ruan.

Primeiramente, cabe ressaltar que em nenhum momento houve má-fé dos organizadores e produtores do evento, sequer possibilidade de “golpe”, como mencionado e veiculado nas redes sociais.

Do evento: A empresa organizou o evento até o momento, buscando oferecer entretenimento ao público da cidade, como ocorreu nas apresentações dos cantores Livinho e Dilsinho.

Entretanto, devido à baixa aderência e alto cachê dos artistas que se apresentariam, o evento não teve condições de ocorrer, razão pela qual se deu o cancelamento, publicado na página do ‘Baile da Favorita’ anteriormente.

Como consta na própria matéria veiculada, a assessoria da cantora que se apresentaria confirmou que haveria show, porém o mesmo foi cancelado pela impossibilidade de cumprimento do contrato, visto que a venda dos ingressos foi mínima, esclarecendo então, que não se tratava de golpe, pois de fato a apresentação ocorreria.

Da restituição: Cabe ressaltar que a restituição dos ingressos vendidos está ocorrendo gradativamente, onde até o momento houve ressarcimento de 90% dos consumidores que adquiriram entrada para o evento.

Informamos, que os 10% não restituídos (89 consumidores), deverão confirmar o cadastro junto à assessoria, por meio da página Seven Eventos no Facebook, ou pelo telefone disponibilizado na mesma, enviando comprovante de compra dos ingressos, e conta bancária onde deseja receber a restituição, as comunicação da data final de reembolso ocorrerão na próxima segunda-feira (13/01).

A empresa que sempre agiu com transparência na promoção dos eventos, entende que deve uma explicação aos consumidores ainda não restituídos; e a demora na devolução dos 10% faltantes, consiste no desembolso direto dos produtores, visto que houve gasto considerável na divulgação do evento, sendo o valor faltante pago a parte pela Seven Eventos.

Do jurídico: Os responsáveis pelo evento informam ainda, que após a restituição total dos valores, caso algum consumidor se sinta lesado, pode diretamente registrar boletim de ocorrência, ou procurar o Órgão de Proteção ao Consumidor (PROCON); bem como já registraram ocorrência junto à polícia civil, tomando as providências cabíveis em desfavor dos responsáveis pela denunciação caluniosa do crime de estelionato, e veiculação da mesma.

De máxima importância, destacar que em nenhum momento houve nenhum tipo de ‘fuga’ por parte da organização e responsáveis do evento. Os mesmos estão presentes na página da empresa e telefone disponibilizado, para quaisquer esclarecimentos, como faz por meio desta!

Marilia, 10 de Janeiro de 2020

Att: Equipe Seven Eventos.