Desde 2014, mais de 47000 artigos.
,/2020

Vendedores e caixas são os mais demitidos em Marília

Cidade
11 de junho de 2019

Os cargos de vendedor de comércio varejista e operador de caixa são os que concentram maior número de demissões em Marília desde o começo do ano. Entre janeiro e abril foram extintas 264 vagas com carteira assinada nas lojas da cidade.

Mesmo assim, o município continua com o saldo positivo na geração de emprego de modo geral, por conta de outras áreas, como a de serviços.

No quarto mês do ano o comércio chegou a recuperar algumas vagas, mas ainda assim no caso dos vendedores, são 144 demissões a mais do que contratações no primeiro quadrimestre, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

A respeito dos operadores de caixa, o saldo negativo é de 59 carteiras assinadas a menos do que no final do ano passado.

Especificamente no comércio também acumulam perdas consideráveis os empregos de assistente de vendas (-21), açougueiro (-1194), atendente de lojas e mercados (-14), gerente comercial (-13) e gerente de loja e supermercado (-12).

Tais números ajudam a entender a enorme fila que se formou na semana passada para entrega de currículos para a unidade das Lojas Havan, que promete empregar cerca de 120 pessoas em Marília a partir dos próximos meses.

Fila do primeiro dia de captação de currículo para Havan Marília (Foto: Leonardo Moreno/Arquivo)

De acordo com a empresa, mais de 3 mil candidatos se apresentaram. A reportagem do Marília Notícia mostrou que algumas pessoas chegaram a dormir na fila para estar entre os primeiros a entregarem seus documentos.

Vale lembrar que no ano passado o comércio foi o segundo setor da economia mariliense que mais gerou empregos, com 471 vagas a mais do que no começo do ano passado, atrás somente do segmento se serviços – que continuam sustentando saldos positivos em 2019.

Mesmo com o saldo global negativo de empregos no comércio local este ano, algumas profissões continuam sendo contratadas no ramo, como é o caso dos tecnólogos em logística e transporte.

Tal função acumula 31 admissões a mais do que demissões no primeiro quadrimestre do ano. Outros cargos no positivo são os de contínuo (15), assistente administrativo (13), embalador a mão (13), carregador de armazém (10) e auxiliar de escritório (10).