Desde 2014, mais de 52000 artigos.
,/2020

Reservatórios tem água na zona Norte, mas moradores não

Cidade
01 de agosto de 2020

Monitoramento disponível no site do Daem indica nível dos reservatórios; região do Jardim Sasazaki é atendida pelo R8 (Imagem: Reprodução)

O simples e importante gesto de higienizar as mãos está sendo dificultado pelo desabastecimento de água – ou fornecimento irregular – desde a manhã de quinta-feira (30) em bairros da zona Norte da cidade.

Moradores do Jardim Sasazaki, que são abastecidos pelo reservatório do Distrito Industrial, chegaram a suspeitar de quebra de adutora ou bomba.

Dano de grandes proporções, porém, não foram confirmados pelo Daem (Departamento de Água e Esgoto de Marília).

O operador de caldeiras Júlio Barros, 39, relata que a situação está crítica. “A gente liga para o Daem e eles dizem que estão enchendo (o reservatório), mas a água não chega”, conta ao Marilia Notícia.

O contribuinte fica ainda mais surpreso quando olha no site do departamento, no sistema que indica o volume dos reservatórios, e verifica que o R8 está com 40% ou mais de volume.

“Não dá para entender porque a água não chega. Estou desempregado, passo o dia todo na rua entregando currículo e quando chego em casa não tem água nem para se higienizar. É revoltante”, conta Júlio, que chegou a protestar na página do prefeito Daniel Alonso em rede social.

O problema estaria atingindo, principalmente moradores das ruas Hermínio Scarabotolo, José Matheus Carlos, João Batista Detregiachi e Francisco Martinelli.

O supervisor de administração patrimonial Josué Marques, que também mora nas imediações, relata que o bairro tem histórico de problemas de desabastecimento, mas nos últimos tempos a situação estava melhor.

“Estes dias percebemos novamente. Hoje, por exemplo, só tem água na caixa. Para banho e afazeres noturnos tem que economizar muito, controlar bastante, senão fica sem rapidinho”, relata Marques.

O MN questionou o Daem sobre o problema na região, mas não recebeu resposta até a conclusão da reportagem. O espaço está aberto para a manifestação do departamento.