Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Moradores reclamam de buracos e péssimo asfalto no Maria Izabel

Cidade
27 de junho de 2014

Moradores reclamam da situação insustentável das ruas do bairro Maria Izabel, zona leste de Marília. No segundo ano de mandato do prefeito Vinicius Camarinha, a região ainda não foi lembrada pela administração municipal. “O asfalto é péssimo, cheio de buracos e remendos. O carro fica todo arrebentado! É uma vergonha!”, diz a empresária Bruna Santos, moradora do bairro.

“O problema vem do Bulgareli, mas o Camarinha também não resolve né?”, reclama o advogado Vinícius Costa, lembrando que a atual administração anunciou com grande alarme pela cidade o maior programa de recapeamento asfáltico da história. Segundo o prefeito, “Só mesmo um amplo programa de recuperação asfáltico como este para dar resposta ao abandono da estrutura urbana da cidade que herdamos do governo anterior”, afirmou. Ele lembrou que o programa prossegue até 2016.

O investimento nesta primeira fase será de R$ 5,1 milhões e no total R$ 10 milhões. Questionada sobre a situação do Maria Izabel, a assessoria da Prefeitura respondeu em nota para a reportagem do MN: “A Codemar esclarece que o programa de recapeamento deve começar em breve no bairro e será realizado nos primeiros meses do segundo semestre. Além disso, a Codemar informa que está mantendo equipes da Operação Tapa Buracos em várias regiões da cidade e que neste bairro também vem sendo executado serviços de reparos”.

A explicação que já foi dada anteriormente não convence muito os contribuintes: “A sensação é que o problema nunca é realmente resolvido. Quando eles [a Prefeitura] resolvem tapar, o que é difícil e demorado, na mesma semana surgem mais buracos, pois o serviço é uma medida paliativa que não funciona. Está virando uma rotina desviar dos buracos! Destrói o carro e fico com o sentimento de que meu imposto não está sendo realmente usado para o que deveria!”, desabafou a designer Agatha Mendes.

Os buracos inclusive provocaram graves acidentes por ali. No fim de 2013, na rua Carlos Botelho ocorreu o atropelamento de um adolescente de 16 anos. “O carro foi desviar do buraco e acertou o menino. Ele quebrou a mandíbula e teve escoriações pelo corpo. Precisou ser levado de ambulância para o hospital”, contou o autônomo Murilo Alteia Silva. Ainda há relatos de acidentes de carro com motos e queda de um jornalista que andava de bicicleta e acabou quebrando a clavícula em três partes.

Resta saber se agora o prefeito atenderá os inúmeros pedidos da população deste tradicional bairro de Marília.

Confira algumas imagens das ruas do bairro: