Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Médico responde todas as dúvidas sobre o uso de anticoncepcional

Geral
27 de julho de 2014

pilula-anticoncepcional-1Hoje em dia é difícil encontrar alguma mulher que não tenha tomado pílula anticoncepcional em algum momento de sua vida. Além de prevenir gravidez, os pequenos compridos ajudam na regulação da menstruação e até trazem benefícios a pele. Apesar das vantagens, surge a pergunta: O medicamento pode influenciar na fertilidade feminina? Quem responde essa e outras perguntas é o ginecologista Renato de Oliveira, especialista em Reprodução Humana. Veja:

Ovário policístico + contraceptivos orais = tratamento para estimular a fertilidade 

Ter ovário policístico não significa, necessariamente, ter a síndrome dos ovários policísticos. Além disso, o contraceptivo oral é considerado a primeira linha de tratamento para quem não deseja gravidez. Nas mulheres que desejam engravidar, o uso prévio a estimulação da ovulação é controverso

Anticoncepcional pode mascarar problemas de infertilidade?

O fato de a pílula anticoncepcional, geralmente, permitir ciclos menstruais regulares, postergaria a descoberta de outras causas de infertilidade assim que a paciente desejar a gravidez, explica o médico.

Contraceptivos orais X fertilidade feminina

Segundo o médico, há uma carência de estudos bem estruturados para entender se pacientes inférteis, ou seja, que tentam engravidar por mais de uma ano sem sucesso, estariam nesta condição pelo uso contínuo da pílula anticoncepcional. “No entanto, sabe-se que, principalmente a idade, além de alguns hábitos das mulheres, impactam de forma significativa na fertilidade feminina”.

Uso da pílula por muito tempo X fertilidade 

“Um dos poucos estudos nacionais sobre o assunto evidenciou que o uso de pílula anticoncepcional, a partir do segundo ano, apresenta um aumento no prazo para a gravidez, quando comparado aos grupos sem uso de anticoncepcional e ao grupo que usou por até um ano.” Porém, o médico ressalta que o uso da pílula, por longo tempo, pode postergar um pouco a gravidez e não torna a paciente incapaz de engravidar.

Tomar anticoncepcional sem saber que está grávida faz mal ao bebê?

Oliveira explica que a pílula contém progesterona, hormônio que ajuda a manter a placenta. “Pode ocorrer um pequeno sangramento, que geralmente é confundido com menstruação, fazendo com que a mulher não perceba a gravidez logo de início. Porém, logo as mudanças físicas vão aparecendo, revelando a gestação”.

É possível engravidar nos sete dias de intervalo entre uma cartela e outra?

Não. Segundo o especialista, se a mulher tiver feito o uso correto do medicamento, não existe nenhum período fértil entre as cartelas,

Pílula do dia seguinte X fertilidade feminina 

De acordo com o especialista, o uso abusivo da pílula do dia seguinte pode levar a distúrbios hormonais relacionados à infertilidade. “Vale ressaltar que o uso é indicado apenas em casos de emergências”.

É normal a menstruação atrasar após a suspensão do uso de anticoncepcional?

Os efeitos dos contraceptivos orais são reversíveis e, se a paciente não tiver nenhum outro problema, retomará ciclos regulares e a possibilidade de fertilidade.

Anticoncepcional e as falhas

O especialista explica que não existe nenhum método anticoncepcional que seja 100% eficaz.  “As chances do anticoncepcional falhar aumentam se a mulher tiver náuseas e vômitos, diarreia, tomar bebida alcoólica, esquecer ou tomar fora do horário. Alguns antibióticos, antidepressivos e antiretrovirais também podem cortar o efeito do anticoncepcional”.