Desde 2014, mais de 60000 artigos.
,/2021

Marília anuncia mais 21 mortes por Covid, recorde de confirmações

Cidade
14 de junho de 2021

Boletim com recorde de mortes (Imagem: Divulgação)

A Prefeitura de Marília confirmou na manhã desta segunda-feira (14) mais 21 mortes por Covid-19. Trata-se do recorde de óbitos comunicados em um único informe oficial emitido pelo poder público municipal desde o começo da pandemia. Marília soma agora 733 vidas perdidas para a doença.

No boletim de hoje estão incluídos os falecimentos notificados durante o final de semana. Outras seis mortes suspeitas estão sob investigação.

O boletim desta segunda também trouxe a confirmação de 315 novos casos da infecção na cidade. Desde o início da pandemia são 28.879 marilienses positivados para Covid-19, mas 28.065 são considerados curados e apenas 396 estão em fase de transmissão do vírus.

Dos 164 moradores da cidade internados com sintomas, 116 já estão confirmados para a doença e 48 esperam o diagnóstico final. Atualmente, são aguardados 3.293 resultados de exames. Mais de 65 mil notificações já foram descartadas.

MORTES

O primeiro óbito é de um homem, de 33 anos, portador de doença cardiovascular crônica, segundo notificação do hospital. Ele teve início de sintomas no dia 1º de junho e foi a óbito no último dia 6 de junho.

O segundo óbito é de um homem, de 55 anos, portador de pneumopatia crônica, conforme notificação hospitalar. Ele iniciou sintomas no dia 7 de junho e foi a óbito no último dia 9 de junho.

O terceiro óbito é de uma mulher, de 36 anos, portadora de obesidade, de acordo com notificação do hospital. Ela começou a ter sintomas no dia 29 de maio e foi a óbito no último dia 9 de junho.

O quarto óbito é de um homem, de 49 anos, portador de doença neurológica crônica, segundo notificação hospitalar. Ele teve início de sintomas no dia 31 de maio e foi a óbito na sexta-feira, dia 11 de junho.

O quinto óbito é de uma mulher, de 68 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus, conforme notificação hospitalar. Ela iniciou sintomas no dia 30 de abril e foi a óbito na sexta-feira, dia 11 de junho.

O sexto óbito é de uma mulher, de 52 anos, sem comorbidades, de acordo com notificação do hospital. Ela começou a ter sintomas no dia 12 de maio e foi a óbito na sexta-feira, dia 11 de junho.

O sétimo óbito é de um homem, de 60 anos, portador de obesidade, segundo notificação hospitalar. Ela teve início de sintomas no dia 24 de maio e foi a óbito no último sábado, dia 12 de junho.

O oitavo óbito é de uma mulher, de 56 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e obesidade, conforme notificação do hospital. Ela iniciou sintomas no dia 2 de junho e foi a óbito na sexta-feira, dia 11 de junho.

O nono óbito é de uma mulher, de 66 anos, sem comorbidades, de acordo com notificação hospitalar. Ela começou a ter sintomas no dia 20 de maio e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.

O décimo óbito é de uma mulher, de 63 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e obesidade, segundo notificação do hospital. Ela teve início de sintomas no dia 24 de maio e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.

O 11º óbito é de um homem, de 62 anos, portador de dislipidemia (colesterol anormalmente elevado ou gorduras – lipídeos – no sangue), conforme notificação hospitalar. Ele iniciou sintomas no dia 26 de maio e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.

O 12º óbito é de um homem, de 68 anos, sem comorbidades, de acordo com notificação do hospital. Ele começou a ter sintomas no dia 2 de junho e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.

O 13º óbito é de uma mulher, de 64 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus, segundo notificação hospitalar. Ela iniciou sintomas no dia 7 de junho e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.

O 14º óbito é de uma mulher, de 63 anos, portadora de diabetes mellitus, doença renal crônica e obesidade, conforme notificação do hospital. Ela teve início de sintomas no dia 21 de maio e foi a óbito na sexta-feira, dia 11 de junho.

O 15º óbito é de um homem, de 40 anos, portador de doença cardiovascular crônica, de acordo com notificação hospitalar. Ele começou a ter sintomas no dia 14 de maio e foi a óbito na sexta-feira, dia 11 de junho.

O 16º óbito é de um homem, de 50 anos, portador de obesidade, segundo notificação do hospital. Ele iniciou sintomas no dia 29 de maio e foi a óbito no último sábado, dia 12 de junho.

O 17º óbito é de um homem, de 62 anos, portador de doença cardiovascular crônica, conforme notificação hospitalar. Ele teve início de sintomas no dia 16 de maio e foi a óbito no último sábado, dia 12 de junho.

O 18º óbito é de um homem, de 33 anos, portador de obesidade, de acordo com notificação do hospital. Ele começou a ter sintomas no dia 20 de maio e foi a óbito no último sábado, dia 12 de junho.

O 19º óbito é de um homem, de 24 anos, portador de síndrome de down, segundo notificação hospitalar. Ele iniciou sintomas no dia 22 de maio e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.

O 20º óbito é de uma mulher, de 63 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus, conforme notificação do hospital. Ela teve início de sintomas no dia 20 de maio e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.

E o 21º óbito é de uma mulher, de 80 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus, de acordo com notificação hospitalar. Ela começou a ter sintomas no dia 24 de maio e foi a óbito no último domingo, dia 13 de junho.