Desde 2014, mais de 31000 artigos.
,/2019

Lei obriga Google Maps a alertar sobre áreas de risco no Rio de Janeiro

Tecnologia
11 de janeiro de 2019

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, sancionou nesta semana uma lei que obriga aplicativos como Google Maps e Waze a emitir alertas aos usuários quando eles estão circulando por uma área considerada de “risco”, informou o jornal O Globo.

A lei diz que são consideradas “áreas de risco” as “localidades de conflitos, regiões com incursões policiais permanentes, áreas com grande número de assaltos, roubos e furtos, considerando informações colhidas junto à Secretaria de Segurança Pública ou órgãos e entidades públicas e privadas que estudam o assunto”.

Pela lei, aplicativos de GPS como Google Maps e Waze devem avisar o usuário quando ele está próximo de uma dessas áreas de risco. O Waze chegou a implementar este recurso durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.

O objetivo da medida, na época, era evitar que turistas entrassem em favelas ou regiões disputadas pelo crime organizado por engano. O aplicativo mapeou 25 áreas da capital fluminense e passou a emitir alertas quando a rota traçada pelo usuário passava por uma dessas áreas de risco.

A empresa afirmou na época que os critérios foram definidos com base em “dados de terceiros” e “conhecimento técnico de voluntários brasileiros”. Como Waze e Google Maps são dois aplicativos pertencentes à mesma empresa, o Google, é tecnicamente possível que a mesma função migre para o outro app.

Em nota ao O Globo, o Google disse que está analisando a lei antes de fazer algum comentário sobre o tema. Já a assessoria de imprensa do Waze afirmou ao jornal que não vai comentar a sanção da nova lei.

Fonte: Olhar Digital