Desde 2014, mais de 40000 artigos.
,/2019

Justiça realiza 1ª audiência sobre latrocínio de empresário em Garça

Regional
16 de outubro de 2019

Wilson foi preso em Osasco (Foto: Arquivo)

Acontece nesta quarta-feira (16) a primeira audiência do julgamento dos acusados de matar, Flávio José Vieira, de 56 anos, dono de uma lotérica em Garça (distante 35 quilômetros de Marília). O crime ocorreu em 11 de fevereiro deste ano.

A Polícia Civil conseguiu identificar e prendeu Wilson Novaes Guerra e Filipe Vieira da  Silva. Os dois se tornaram réus por latrocínio e ambos devem participar da audiência. Um terceiro acusado de participação no crime, Carlos José Carrelas, segue foragido.

A audiência estava programada para começar às 13h e também serão ouvidas testemunhas arroladas pela defesa e pela acusação.

Wilson é acusado de atirar em Flávio e foi preso em maio deste ano em Osasco. Ele foi identificado com a ajuda de imagens de circuito de segurança.

Filipe também foi preso em maio em Guarulhos. Ele quem estaria dirigindo a moto usada na fuga dos criminosos.

Já Carlos teria levado o atirador até as proximidades do local do crime e depois o resgatado assim que Filipe o levou de moto até a região do lago artificial de Garça.

Carlos José Carrelas continua foragido (Foto: Arquivo)

O crime

Segundo o Boletim de Ocorrência registrado, Flávio Vieira era dono de uma lotérica e iria fazer o depósito do movimento de fim de semana em uma agência bancária, quando foi abordado pelo criminoso armado no dia 11 de fevereiro deste ano.

A vítima reagiu e entrou em luta corporal com o bandido, que conseguiu se desvencilhar e disparou algumas vezes contra o homem no meio da rua.

Ainda conforme a ocorrência, pelo menos três disparos foram efetuados, mas somente o laudo do Instituto Médico Legal (IML) poderá precisar quantos atingiram a vítima e em quais regiões.

O empresário foi socorrido pelos bombeiros e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Garça, mas perdeu muito sangue, sofreu paradas cardiorrespiratórias e não resistiu aos ferimentos.

Diversas viaturas da Polícia Militar fizeram buscas para localizar o assassino. Um suspeito chegou a ser preso, mas foi ouvido e liberado.

Empresário Flávio Vieira morto em latrocínio em Garça (Foto: Arquivo Pessoal)