Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Justiça marca júri de acusados de matar Neto Alonso

Polícia
27 de maio de 2022

Neto Alonso foi assassinado em janeiro de 2019 (Foto: Arquivo Pessoal)

A Justiça de Marília marcou para o dia 3 de agosto o julgamento dos quatro acusados de participação no assassinato de Dirceu Hilário Ortega Alonso, de 21 anos, mais conhecido como Neto Alonso. O crime ocorreu em janeiro de 2019 no Parque das Azaleias, zona Sul de Marília.

A data  do júri foi publicada nesta sexta-feira (27) no Diário Oficial de Justiça. O julgamento deve ter início às 9h30, quando serão julgados os réus Fernando Henrique Klem Carneiro, Edson Alves dos Santos, Bryan Bruno Santos e Vitória Beatriz Pereira de Souza.

Segundo o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP=SP), o crime aconteceu entre os dias 8 e 10 de janeiro de 2019, na rua Francisca de Oliveira. Neto Alonso era sobrinho do atual prefeito de Marília, Daniel Alonso (PSDB).

A denúncia narra que houve um desacerto entre a vítima e os acusados Fernando e Edson sobre o pagamento de drogas que Neto Alonso deveria vender, mas acabou consumindo.

Águia da PM faz resgate de corpo (Foto: Divulgação)

Por este motivo, de acordo com a denúncia, a dupla decidiu matá-lo com a ajuda de Bryan e Vitória.

Fernando, Edson e Bryan teriam conduzido a vítima até a residência de Vitória que, prestando auxílio moral e material do crime, emprestou a casa para prática do homicídio e montou guarda em frente ao imóvel.

Dentro da residência, Fernando, Edson e Bryan passaram a agredir Neto Alonso, com vários golpes com material corto contundente na cabeça. Após as agressões, os quatro arrastaram o corpo até um penhasco próximo e arremessaram.

A vítima foi localizada por familiares. O corpo precisou ser retirado do penhasco com apoio de um helicóptero.

Bombeiros trabalharam para remover corpo (Foto: Divulgação)