Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Justiça altera júri de acusado de matar estudante

Polícia
24 de maio de 2022

Larissa tinha 21 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

A Justiça de Marília alterou a data do julgamento de Bruno Aparecido Venâncio, apontado como autor do feminicídio da estudante Larissa Cristina Passos Borges, de 21 anos, assassinada em 11 de abril de 2020 no Jardim Califórnia, zona Oeste de Marília.

O júri estava agendado para o dia 2 de junho, mas foi transferido para o dia 24 de agosto, a partir das 9h30.

“No mais, para a realização do julgamento do réu Bruno Aparecido Venâncio perante o Tribunal do Júri na Comarca de Marília, redesigno, para melhor adequação da pauta, a sessão plenária anteriormente agendada para o dia 24 de agosto de 2022, às 9h30”, escreveu a juíza Josiane Patricia Cabrini Martins Machado, da 1ª Vara Criminal.

Venâncio foi preso três dias depois do crime após se apresentar na Delegacia de Tupã (distante 75 quilômetros de Marília).

Segundo a denúncia do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), o fato aconteceu por volta das 6h, no apartamento da vítima.

Depois de uma festa, os dois e mais alguns amigos foram até o imóvel de Larissa. Segundo consta, vítima e acusado subiram para pretensa relação.

O réu teria sacado uma arma de fogo que portava e passado a apontar para Larissa que, supondo um blefe, brincou. Entretanto, o acusado disparou à queima roupa, atingiu a vítima no rosto e fugiu.

Na época, o Marília Notícia apurou que uma testemunha teria ouvido Larissa dizer: “já que você é malandrão, descarrega na minha cara, então. Fica aí pagando de revólver para mim, acha que tenho medo?”.