Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Justiça agenda audiência sobre caso de tortura a andarilhos

Cidade
09 de setembro de 2014
Fotor0909151527

Hélio Benetti e Paulo Roberto Vieira da Costa são acusados de tortura

A Justiça de Marília agendou para o dia 27 de novembro a primeira audiência sobre o caso de suposta agressão a um grupo de andarilhos na cidade.

A denúncia  dá conta de uma operação da Secretaria de Assistência Social de Marília, que teria retirado à força mais de 15 moradores de rua da cidade.

Segundo a investigação, os moradores de rua foram levados para Ibitinga (157 quilômetros de Marília) e, de acordo com o depoimento de um deles, teriam sido agredidos durante a viagem.

A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público contra o secretário da pasta, Hélio Benetti e outros três homens: Jair Dias de Oliveira Filho (funcionário da Prefeitura), Paulo Roberto Vieira da Costa (presidente da Fumares) e Carlos Roberto Valdenebre Silva, que não é ligado diretamente ao prefeito Vinicius Camarinha.

Os quatro, supostamente envolvidos, respondem por tortura e coação no curso do processo, já que teriam ameaçado os moradores depois da operação.