Desde 2014, mais de 57000 artigos.
,/2021

Justiça aceita denúncia do MP contra Fabrício Arena por mortes

Regional
07 de abril de 2021

Justiça acolheu a denúncia do MP (Foto: Carlos Rodrigues/Marília Notícia)

A Justiça aceitou nesta quarta-feira (7) denúncia do Ministério Público (MP) contra o psicólogo Fabrício Buim Arena, de 36 anos, acusado pelas mortes de Cristiane Pedroso Arena, de 34 anos, e da filha dela, Karoline Vitória, de apenas nove. O crime bárbaro chocou a vizinha e pacata Pompeia (distante 31 quilômetros de Marília).

Fabrício vai responder por homicídio com as qualificadoras de motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou ou tornou impossível a defesa das vítimas, além duplo feminicídio, dupla ocultação de cadáver e corrupção de menor.

A denúncia foi acolhida pelo juiz hoje e agora o caso segue os trâmites para que o psicólogo seja submetido ao Tribunal do Júri. Fabrício está preso atualmente na Penitenciária de Tremembé.

Adolescente foi sentenciada (Foto: João Trentini)

Durante o processo deve ser esclarecida a divergência entre o depoimento de Fabrício e a perícia do Instituto Médico Legal (IML).

O homem afirmou que matou Karoline asfixiada, mas laudo mostra que a menina morreu devido a um traumatismo craniano, causado por uma violenta pancada na cabeça.

A adolescente de 16 anos, acusada de participação nas mortes da própria mãe e da irmã, foi sentenciada pela Justiça a cumprir no máximo três anos de internação.

Cristiane e Karoline: mortas em crime bárbaro (Foto: Arquivo Pessoal)