Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Idade e alto salário afastam Cristiano Ronaldo do PSG, diz jornal

Esportes
13 de julho de 2022
O atacante português Cristiano Ronaldo, de 37 anos, foi oferecido ao Paris Saint-Germain. As informações publicadas nesta terça-feira são do jornal francês Le Parisien. Apesar do histórico do craque, o clube francês decidiu, no momento, não prosseguir com as negociações.

Segundo a reportagem, o empresário do atleta, Jorge Mendes, entrou em contato com o presidente do PSG, Nasser al-Khelaifi. O agente possui boa relação com o time francês e já intermediou a contratação do meia Vitinha. Atualmente, Mendes negocia a vinda de Renato Sanches, do Lille, para o clube. Entretanto, o PSG recusou a contratação do astro por entender que não teria condições de encaixar o jogador no elenco.

Em 2016, o PSG tentou a contratação do atacante português. Os dirigentes franceses foram atrás de Ronaldo para recompor o elenco após a saída de Ibrahimovic. Naquele ano, o craque acabou permanecendo na Juventus e conquistou cinco títulos pelo no clube italiano.

Desde que comunicou aos dirigentes do Manchester United o desejo de deixar o clube, Cristiano Ronaldo passou a ser especulado em clubes como Barcelona e Chelsea. No entanto, o time inglês ainda não recebeu nenhuma proposta oficial pelo atacante. Um dos entraves para a contratação de Cristiano Ronaldo é o alto salário, que gira em torno de 30 milhões de euros (R $163,7 milhões) anuais.

O camisa 7 não se reapresentou ao Manchester United para os trabalhos de pré-temporada. Cristiano alegou problemas familiares e segue fora dos treinamentos. Nesta terça-feira, foi feito o primeiro teste, com vitória sobre o Liverpool por 4 a 0 em amistoso.

Mesmo com a transferência do astro dada como certa, o técnico do Manchester United, Erik ten Hag, declarou em entrevista que conta com Cristiano Ronaldo para a próxima temporada.

O presidente do clube francês, Nasser al-Khelaifi, indicou em recentes entrevistas que o time não irá mais fazer contratações tão expressivas. “Não queremos mais jogadores chamativos. O PSG ficou conhecido nos últimos anos pelas suas contratações de peso como Neymar e Messi.