Desde 2014, mais de 41000 artigos.
,/2019

Golpes: quadrilha volta a assediar comerciantes, alerta Acim

Cidade
29 de maio de 2014

Os comerciantes da cidade de Marília estão sendo assediados por quadrilhas que tentam aplicar golpes, aproveitando a desatenção dos lojistas. O presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim), Libânio Victor Nunes de Oliveira está alertando os comerciantes em geral quanto a dois golpes simples, antigos e que constantemente entram em atividade na cidade: listas telefônicas e extintores de incêndio. “Dois golpes conhecidíssimos, mas que ainda estão sendo praticados”, afirmou o dirigente ao fazer o alerta, após receber uma série de reclamações por parte do empresariado mariliense. “Ainda bem que o pessoal nos telefona antes”, disse. “Do contrário, ser vítima e avisar, em nada podemos fazer”, falou.

O golpe das propagandas em listas telefônicas é comum. O sujeito entra em contato telefônico com o comerciante com uma conversa em vender uma publicidade em uma lista telefônica qualquer. Fala das vantagens, das atratividades e cita exemplos de empresas renomadas que participam. Puro engodo. Chega a enviar propostas, contrato ou autorização de publicidade. Muitas vezes já com os dados da empresa, ou então pega na hora e já emite contrato, cobrança e a pressão para o primeiro pagamento. Uma vez pago nunca mais se recupera o dinheiro, seja qual foi o valor.

“Existem empresas sérias neste ramo, por isso, a necessidade do “olho no olho”, para efetivar uma contratação deste serviço que só deve ser pago após a publicação e com a comprovação da lista telefônica em mão”, orientou a advogada Maria Regina Borba, assessora jurídica da Acim, que já recebeu comerciantes vítimas deste golpe “simples”, na esperança de reaver o valor pago. “Impossível”, garante a advogada da Acim.

Outro golpe que vem sendo aplicado entre os comerciantes de Marília é sobre a troca do extintor de incêndio. Alguns comerciantes reclamaram ao telefonar para Acim, de que pessoas entram nas lojas e acusam que o extintor está vencido e que precisa ser trocado e que tem um perfeito para ser colocado no lugar. “O pior é que alguns deles se passam como soldados do Corpo de Bombeiros”, alertou Libânio Victor Nunes de Oliveira ao ouvir a reclamação por parte de alguns comerciantes que foram vítimas deste tipo de golpe. “É sempre bom verificar a validade do extintor com regularidade, e havendo a necessidade procure empresas especializadas do ramo, nunca de pessoas que aparecem do nada”, comentou o presidente da Acim ao fazer o alerta para a cidade em geral. “Isso pode acontecer em lojas ou em fábrica”, falou.