Desde 2014, mais de 36000 artigos.
,/2019

Especial publicidade Com unidades de Saúde 100% informatizadas, Marília é destaque nacional

Cidade
11 de junho de 2019

Marília foi destaque durante o “Encontro de Municípios Pilotos e-SUS AB – Qualificação e Troca de Experiências”, promovido pelo Ministério da Saúde em Brasília. No seleto grupo de dez cidades, Marília tem sido uma das principais colaboradoras ao utilizar, fazer apontamentos e propor atualizações ao sistema, já que o município conta com 100% de informatização na rede de atenção básica.

O secretário municipal da Tecnologia da Informação, Eduardo Yamamoto, explica que o e-SUS Atenção Básica é mais que um sistema que atende a uma estratégia para reestruturar, em nível nacional, as informações da saúde.

“Com esse sistema, a inserção, a atualização, o acesso para fins de gestão e o planejamento dão um salto de qualidade. Marília tem a honra de ser uma das dez cidades piloto. O fato de termos hoje uma rede de atenção básica 100% informatizada melhora ainda mais a nossa participação”, explicou Eduardo Yamamoto.

Ele reforçou ainda que a ida a Brasília teve como propósito tentativa de obter, junto ao Ministério da Saúde, sistemas de informatização para o SAMU, hospitais e especialidades. No entanto, o pedido não foi acolhido porque não há, no momento, sistemas para essas finalidades.

Atenção básica

A informatização total da rede de atenção básica permite muito mais assertividade no atendimento. Com o prontuário eletrônico, o usuário muda de endereço e seus registros podem ser acessados na nova unidade de saúde, sem complicações. O fluxo das informações de forma eletrônica tende a agilizar os processos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, entre as dez cidades piloto, Marília está entre as quatro mais colaborativas. No uso diário do sistema, a cidade verifica e informa constantemente ao Ministério da Saúde as atualizações que precisam ser realizadas, ou novas funções que poderiam ser agregadas.

A apresentação de Marília durante o encontro abordou temas como a manutenção do sistema, rotinas de backup, atualização e homologação, assim como apontamentos de sugestões ao Ministério da Saúde, para melhor qualificação no atendimento ao usuário.

Atualmente Marília utiliza o e-SUS AB versão 3.2.09. Estando à frente de outros municípios usuários do sistema nacional, a cidade pode monitorar maior volume de dados e aprimorar as políticas públicas de Saúde.