Desde 2014, mais de 71000 artigos.
,/2022

Acusado de tentar matar ex-padrasto é preso em Nóbrega

Polícia
15 de julho de 2022

Machado foi apreendido no dia do crime (Foto: Daniela Casale/Marília Notícia)

A Polícia Militar capturou Jhonathan Gabriel Barbosa Gomes de 19 anos nesta quinta-feira (14), no distrito de Padre Nóbrega.

Os policiais realizavam patrulhamento às 20h10, na rua Hugo Cavichiolli, quando viram o acusado na frente da casa onde mora.

O rapaz foi abordado e, em consulta ao sistema, os militares verificaram que havia um mandado de prisão preventiva expedido pela 3ª Vara Criminal de Marília.

Jhonathan é acusado de tentar matar o ex-padrasto com golpes de machado, na madrugada do dia 14 de junho deste ano.

O jovem foi encaminhado até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) e seria recolhido a uma unidade prisional.

RELEMBRE

No dia do ocorrido, a Polícia Militar foi acionada às 0h45, com a informação de que uma pessoa havia golpeado outra com machado. A vítima tinha dado entrada no pronto-socorro da Santa Casa de Marília.

No hospital, o homem apresentava ferimentos no lado direito da face, na cabeça e também uma fratura exposta na mão esquerda. Questionado, contou que estava na residência de um amigo, em Nóbrega, jogando baralho como todas as segundas-feiras.

Quando encerraram o jogo, o homem saiu na calçada do imóvel e foi surpreendido pelo ex-enteado. O acusado portava um machado e, repentinamente, desferiu um golpe na direção da vítima, quando acertou o portão.

Em seguida, o autor desferiu mais um golpe e atingiu a mão esquerda do ex-padrasto. O homem correu para dentro da casa e foi alcançado pelo agressor no corredor, onde sofreu outro golpe que atingiu o rosto no lado direito.

A vítima caiu no chão e o autor desferiu mais alguns golpes. Os amigos do homem conseguiram tomar o machado das mãos do rapaz, que passou a agredir o ex-padrasto com socos. Ele precisou ser novamente contido.

Na sequência, o acusado fugiu do local e os amigos socorreram a vítima até a Santa Casa. O machado usado no crime foi encontrado dentro do carro de um dos amigos do ex-padrasto. O objeto foi apreendido.

A vítima informou aos policiais que o possível motivo da agressão seria uma desavença familiar entre a mãe do autor e a atual companheira.

A polícia fez diligências, mas o acusado não tinha sido localizado. Apesar dos ferimentos, a vítima não corria risco de morte.