Desde 2014, mais de 24000 artigos.
,/2018

Varejo da região de Marília cresce 1,5% em março

Cidade
16 de junho de 2017

Em março, o comércio varejista na região de Marília atingiu o faturamento real de R$ 1,1 bilhão, crescimento de 1,5% na comparação com o mesmo mês de 2016.

No acumulado dos últimos 12 meses, houve alta de 6%. Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

Apenas três das nove atividades pesquisadas apresentaram retração no faturamento em relação a março de 2016: outras atividades (-3,6%), supermercados (-0,9%) e concessionárias de veículos (-0,2%) que, em conjunto, impactaram negativamente com 1,4 ponto porcentual (p.p.) para o resultado geral.

Em contrapartida, os segmentos de farmácias e perfumarias (19,7%), eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (15,7%) e autopeças e acessórios (13,5%) foram determinantes para o resultado geral positivo e colaboraram, juntos, com 2,5 p.p. para o aumento das vendas do varejo.

Segundo Pedro Pavão, presidente do Sincomercio Marília, apesar das pesquisas apontarem nos últimos meses um aumento na confiança do consumidor, ainda é necessária cautela.

“As expectativas dos consumidores para os próximos meses, devido à instabilidade econômica e política de nosso país, ainda refletem insegurança e, por esse motivo, as pessoas demonstram não estarem dispostas a desenvolverem gastos considerados desnecessários”, ressalta.

Desempenho estadual

O comércio varejista do Estado de São Paulo faturou R$ 50,3 bilhões em março, alta de 4,3% na comparação com o mesmo mês de 2016. Isso significa que as vendas superaram em R$ 2,06 bilhões o valor apurado em março de 2016.

No acumulado do primeiro trimestre, as vendas cresceram 2,6%, o que em termos monetários representa um faturamento R$ 3,7 bilhões acima do apurado no mesmo período do ano passado. Considerando os últimos 12 meses, as vendas registraram alta de 1,1%.

Em março, o varejo apresentou alta nas vendas em 15 das 16 regiões analisadas pela Federação, com destaque para as regiões de Sorocaba (7,9%), Jundiaí (7,5%) e Araraquara (6,9%). Apenas na região de Osasco, o setor registrou recuo nas vendas de 2,7% em relação a março de 2016.

Das nove atividades pesquisadas, oito mostraram aumento no faturamento real, em março, com destaque para os segmentos de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (15,1%), farmácias e perfumarias (12,7%) e concessionárias de veículos (6,4%) que, em conjunto, contribuíram com 2,7 pontos porcentuais (p.p.) para o resultado geral.

Apenas o segmento de outras atividades (-1,0%) apresentou retração nas vendas, resultando em uma pressão negativa de 0,2 p.p. para as vendas do varejo em março.