Desde 2014, mais de 50000 artigos.
,/2020

Os mitos e verdades sobre a água com limão

Coluna
10 de setembro de 2020

Dr. Ricardo Almeida separa fatos que podemos explicar pela ciência e mitos  (Foto: Divulgação)

Vamos direto ao ponto e, de imediato, temos as principais perguntas e respostas quando o assunto é a ingestão de água com limão. Faz bem à saúde? Sim. Melhora o sistema imunológico? Sim. Tem comprovação científica? Não.

Vamos deixar bem claro que não existe comprovação de que isso realmente funcione para perda de peso.

Qualquer bebida que seja ácida, no caso, a água com limão, estimula secreções gástricas, estimula salivação, ativa papilas gustativas, melhora a liberação de ácidos no estômago, e isso tudo provoca uma série de benefícios para a saúde. Então, teoricamente, traz benefícios.

Quando a salivação é estimulada, você consegue mastigar a comida com mais eficiência. Quando as papilas gustativas são estimuladas, a eficiência da sensibilidade aos sabores é aumentada e você passa a sentir mais sabores, o que faz aumentar sua saciedade.

Ou seja, quanto mais saborosa e prazerosa a comida é, mais rápido você se sacia, ao contrário do que tendemos a imaginar.

A maior quantidade de ácido produzida no estômago também tem um efeito positivo sobre a qualidade da digestão dos alimentos, além de que quando o estômago produz mais ácido para dentro dele, ele secreta substâncias alcalinas na corrente sanguínea, por isso algumas pessoas dizem que ele “alcaliniza o sangue”.

Como a digestão no estômago fica mais adequada, a microbiota intestinal fica mais saudável, melhorando de fato o sistema imunológico, então teoricamente, tem muitos benefícios sim.

Existe um detalhe importante relacionado a isso. A água com limão deve ser usada antes das refeições: pelo menos 20 a 30 minutos antes, para que esses efeitos ocorram de forma adequada.

Se caso você fizer em jejum, e sua primeira refeição for o almoço, ela não deve ser consumida pela manhã, pelo fato do limão ficar por muito tempo em contato com a parede do estômago, causando incômodo ou até mesmo dor, se você já apresentar alguma lesão ou alteração da mucosa gástrica.

***

Dr. Ricardo Carvalho é médico (CRM SP 184612)