Desde 2014, mais de 62000 artigos.
,/2021

Efeito sanfona é mais perigoso do que você imagina

Coluna
16 de setembro de 2021

Nada que é restrito é saudável, procure os profissionais adequados e não faça loucura (Foto: Divulgação/CrossFit Marília)

Todos sabem que o vai e vem dos quilos, além de não agradar quem sofre com essas variações, também traz efeitos nocivos à saúde.

Estes ciclos de perda e recuperação de pesos acontecem quando uma pessoa oscila com facilidade entre estes dois extremos e não consegue estabilizar o número na balança.

Geralmente, o efeito sanfona é resultado de uma mudança brusca no estilo de vida, mas não é regra. A má notícia: essa variação pode durar meses (e até anos), gerando danos à saúde, como uma queda significativa na imunidade, diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão, além de obesidade.

Ao iniciar uma corrida desesperada pela perda de peso, a pessoa está se prejudicando mais rápido do que imagina.

PENSE COMIGO

A pessoa começa com um corte calórico imediato e seu corpo começa a usar a musculatura como fonte energética, o que deixa o metabolismo mais lento. ⠀

Na prática, você até começa a ter “resultados estéticos”, porém seu desejo por comida tende a aumentar absurdamente e te tornar uma pessoa compulsiva, descontrolada, capaz de descontar toda ira – causada por cansaço, sonolência, irritabilidade e obviamente fome – em outras pessoas.

Por dentro, seu corpo continua a consumir seus músculos como fonte energética, já que a fonte exógena não o envia a quantidade diária necessária para sobrevivência.

FOME LOUCA?

Esse desejo/fome continua a crescer loucamente, e você (por sobrevivência) começa a comer mais ou a reintroduzir o que havia cortado. É nesse ponto em que tudo se desalinha de vez.

Em resposta a isso, seu corpo libera mais insulina que rapidamente é armazenada em gordura, pois sabe lá quando você fará uma loucura dessa de novo. Neste caso, o organismo “pensa” que, pelo menos, ele terá uma fonte de energia mais rápida, caso precise.

E AÍ? E O RESULTADO FINAL?

1. A pessoa recupera toda a gordura ‘pseudo’ perdida, mas agora não tem mais sua musculatura, pois ela foi consumida como fonte de energia no processo. Lembra?

2. O metabolismo está mais lento do que antes.

3.  pessoa tende a começar tudo do início e cair na mesma cilada.

Nada que é restrito é saudável.

Para fazer uma dieta rica em nutrientes e vitaminas necessárias ao organismo, é preciso procurar por um profissional especializado, como um nutricionista. Um profissional de educação física também irá te orientar e dar direção nos objetivos.

A perda de peso é consistente, elaborada e requer paciência! Afinal, você não demorou 5/15/30 dias para adquirir todo seu excesso de gordura.

Entenda como funciona seu organismo e deixe para trás essas ideias mirabolantes. Até a próxima pessoal!

***

Arian Lima é profissional de Educação Física e coach level 1 da CrossFit