Desde 2014, mais de 33000 artigos.
,/2019

A máquina de ‘fake news’ a favor de Abelardo Camarinha

Coluna
18 de fevereiro de 2019

Rede de fake news apoia tradicional político; ligação direta não está provada ainda (Foto: Divulgação)

Difusão de mentiras camufladas como notícias, distorção de fatos que tentam desmentir publicações negativas da imprensa e ataques a quem denuncia o grupo político comandando pela família Camarinha.

Assim funciona no  WhatsAapp e no Facebook, uma rede de perfis e páginas fakes em apoio aos políticos Abelardo e Vinicius Camarinha.

O Marília Notícia apurou que a máquina de fakes é comandada principalmente por duas pessoas. Uma delas é ex-funcionário do extinto jornal Diário, fechado pela Polícia Federal e tema central da investigação sobre diversos crimes supostamente cometidos por pai e filho. O ‘líder’ teria inclusive uma pessoa de sua família que trabalha para Abelardo.

Outros profissionais da imprensa que trabalham ou já trabalharam diretamente com os políticos, também participam da rede de fake news.

De maneira geral, todos os grupos acompanhados servem para produzir respostas às notícias publicadas pela imprensa e denegrir o atual governo do prefeito Daniel Alonso (que cá entre nós tem seus problemas, mas isso é assunto para outra coluna).

Em setembro do ano passado, às vésperas das eleições, a defesa da empresária Daniele Alonso chegou a derrubar a principal página de apoio ao grupo de Camarinha por disseminação de fake news.

A página chamada ‘Marília Estamos de Olho’ publicava mentiras e ofensas aos opositores de Camarinha. A Justiça Eleitoral reconheceu a situação e determinou a retirada da página do ar.

Poucos meses depois, a rede da fakes começa a se reconstruir. Atualmente as páginas chamadas ‘Marília Próspera’ e ‘Marília Conectada’ concentram e disseminam o conteúdo a favor do clã. São diversas páginas com as mesmas postagens.

Já entre as dezenas de perfis fakes, um dos que mais se destaca tem a alcunha de ‘Lucas Mito Sampaio’. O perfil, que tem a foto do personagem Chapolin, compartilha incansavelmente informações distorcidas pela web.

Em rápida checagem, é possível visualizar que a maioria dos fakes compartilha também conteúdo de um site local, aliado dos tradicionais políticos.

Apesar da ligação explícita da rede com os Camarinhas, nenhum documento até o momento prova que a construção das fake news tenha sido a mando de Abelardo ou Vinicius.

Resumo

  • Grupo que apoia clã Camarinha constrói rede de fake news em Marília e região
  • Uma das páginas já foi retirada do ar pela Justiça Eleitoral
  • Mentiras camufladas como notícias e distorção de fatos são especialidade
  • Rede de fakes é comandada por ex-funcionário do Diário e conhecido militante de Abelardo Camarinha